quinta-feira, 29 de agosto de 2013

"... Educar os corações!" - (Dalai Lama)


Peça, acredite e receba: O pensamento positivo em ação! - (Bruno J. Gimenes)


"Como pedir e receber e conquistar uma vida de sucesso usando as leis do universo. Veja:


1 – Pedir

Pedir é o mesmo que pensar. Quando você pensa em algo, você produz emoções que por sua vez geram vibrações específicas. Essas vibrações vão aproximar elementos de mesmo padrão, portanto pensar é o mesmo que pedir. Se está pensando está pedindo. Mesmo que você não esteja pensando conscientemente, você estará pedindo.

Começa aqui um grande desafio, o de perceber a necessidade de vigiar os pensamentos. Pois todos os nossos pensamentos negativos atraem para nossa realidade acontecimentos negativos.

Quando começamos a fazer pedidos conscientes do que queremos, nossa força de criação aumenta. Por isso peça o que quiser. Não tenha medo de pedir. Não existe não pedir… O pensamento de não querer nada, já é uma vibração que atrairá mais elementos de mesma frequencia.


Dicas:
-Você pode ter muitas metas, o tempo todo. Ter muitas metas positivas, cheias de alegria, sonhos, projeções, é uma forma de autoproteção, pois lhe manterá sintonizado com vibrações diferentes da dor, doença, escassez, crises, conflitos, tristezas. Não ter metas é o mesmo que pedir a estagnação.

-Não confunda “não pedir” com gratidão. Uma coisa nada tem a ver com a outra.

-Pedir é pensar, dessa forma vigie seus pensamentos, porque se eles forem destrutivos, você construirá uma realidade de vida destrutiva também, tal e qual seus pensamentos. O pessimista morre mais cedo!



2 – Acreditar

Não precisamos acreditar para acreditar. Essa frase parece estranha, não é mesmo?

Vamos explicá-la melhor.
Quando pensamos em algo estamos emitindo um sinal, portanto efetuando uma sintonia que gerará futuras atrações de mesma natureza, como vimos até agora.

Acreditar é sentir! Quando pensamos em algo, quando visualizamos ou imaginamos, geramos sentimentos. São esses sentimentos os propulsores de energia. Portanto você não precisa necessariamente acreditar para que essa etapa se cumpra, basta que você sinta.

Quando você sente medo de ser demitido e no decorrer dos anos essa situação lhe bate à porta, podemos dizer que você acreditou que podia ser demitido e por isso foi.

Quando você pedir algo, após a definição do seu desejo, expresse o sentimento de como seria se você já tivesse conquistado. Quando você age assim você produz ao seu redor um campo de força de mesmo padrão ao da conquista que deseja. Quanto mais você mantém a crença e o sentimento coerente nela, mais forte fica seu campo de força, aumentando ainda mais o seu poder de atrair seus objetivos. Basta que você sinta algo e já estará aproximando esse algo, mesmo que em sua consciência você seja cético ao fato. Basta sentir! Se você sente, você acredita. Se você sente medo do ladrão, então aproxima-o. Sente que pode ser promovido, então pode ser mesmo, e por aí vamos, sentindo e aproximando, sentindo e atraindo.

Dicas:
- O mecanismo funciona para qualquer pessoa. Todos nós temos o sistema emocional como um guia que diz a direção que nosso fluxo de energia está sendo conduzido. O seu trabalho é ter certeza que suas emoções e seus pensamentos estão alinhados.

- Sempre que você obtiver um sentimento ruim em decorrência de um pedido feito, isso pode mostrar que sua alma ainda não quer ou não está pronta para conquistar tal objetivo. Medite sobre o assunto, deixe passar alguns dias, e certamente você encontrará os motivos reais que geram o sentimento ruim. Até que a sensação negativa não seja trocada, ajuste a sua meta ou espere um pouco, assim você vai se conhecendo melhor e mantém seu nível de harmonia e paz sempre em alta.

Importante:
-Grande parte das pessoas que não conseguem realizar objetivos é porque pensam de um jeito e sentem de outro. Exemplo: a pessoa quer um carro novo, contudo no seu íntimo ela não acredita que pode. Nesse caso acreditar é sentir. Se ela pede algo (pensa em algo) mas não acredita, então as forças se anularão e o objetivo não se manifestará.




3 – Receber

Receber é estar aberto, não trancar, não impedir. Parece o mais simples, mas não é, isso porque suas crenças podem boicotá-lo. Quando você pede algo (pensa), para que esse algo se manifeste como realidade de sua vida você precisa acreditar. Lembre-se: acreditar é sentir.

Sempre que essas duas etapas forem bem definidas e mantidas, tenha certeza de que o campo de força projetado por você para o universo está sintonizando a energia cósmica para que ela, por sua vez, possa atrair mais situações de mesma frequência. Um bom exemplo para elucidar essa questão: quando você liga o rádio e quer ouvir uma determinada estação, você sintoniza na frequência específica da emissora. Pois é esse exatamente o seu trabalho, manter a sintonia certa e o rádio ligado. Isso é receber! Mantenha a sua sintonia e faça de tudo para elevar o volume da música, que na prática significa ter ideias e ações que aproximem você o máximo possível da sua meta.


Exemplos:
- Faça um test drive com o carro dos seus sonhos, não importa se ainda nem imagina como conseguirá o dinheiro. Faça o máximo para sentir a sensação de como seria sentar-se no banco do carro, sentir o cheiro dele, a posição de dirigir.

- Use a técnica do quadro de visualizações. Encontre uma foto do carro que você deseja e coloque no quadro. Todos os dias, olhe para a foto e se imagine dirigindo o carro, viajando com ele, curtindo-o com todo empenho.

- O mesmo vale para um objetivo de cura: imagine-se saudável, feliz e de bem com a vida. Utilize essa prática com qualquer coisa ou situação que você queira. Em outras palavras, tudo o que você pode fazer é se esforçar para manter o sinal perfeito!
Dicas:

- Nesse momento, todo sentimento negativo que você mantém é completamente nocivo, pois não está na mesma direção do seu pensamento, o que anulará as forças de atração da meta. Jamais pense em como você faria para a meta se manifestar, apenas relaxe e faça de tudo para sustentar a sensação, na sua mente e no plano das emoções, onde o pedido já está realizado. É uma viagem interna.

- Após definir a sua meta e acreditar, procure ficar atento aos sinais. Nesse caso tenha um caderno de anotações e nele descreva quais novidades surgiram em sua vida desde então. Anote todas as situações, coisas e pessoas que foram atraídas para sua experiência e procure identificar ligações com a sua meta. Passando alguns dias, quando você analisar suas anotações, perceberá uma sequência de situações afins que lhe parecerão até “mágica”, mas não são, é apenas você tendo consciência da sua capacidade criadora e ilimitada!


Importante:
- Você vai precisar travar um grande duelo com o seu ser racional para manter o rádio sempre sintonizado na frequência que você quer. Requer disciplina e dedicação. Faça todas as práticas que você aprender nesse livro, seja aplicado e os resultados serão evidentes. Lembre-se que sua mente racional quer sempre saber o ?como?. Mas isso não lhe será revelado imediatamente, você irá descobrir aos poucos.

- Quando você pede e acredita, aí é a hora certa de receber. Todavia, muitas vezes o receber envolve ações. Fique atento a todas as novidades que o universo lhe trará depois que você estiver alinhado. Quanto mais você agir no sentido da sua meta, mais você aumentará seu poder de atração, o que agiliza as manifestações.

- Nessa etapa surgem ideias, planos, projetos. Se o sentimento decorrente dessas inspirações estiverem lhe proporcionando uma sensação agradável, cheia de vida, no sentido da sua meta, é porque o universo já está lhe dando sinais e trazendo para você a resposta em relação à essência dos seus pensamentos e sentimentos. Muitos se perdem nesse momento porque ignoram esses sinais. Fique alerta, abra sua percepção e não desperdice oportunidades. É uma fase das mais empolgantes na criação da sua nova realidade. Receber é agir e aproveitar cada momento!
Comece a criar a sua nova realidade

Agora que você já conhece mais a fundo o mecanismo básico responsável pela criação de realidades e atração de acontecimentos, situações, pessoas ou coisas em sua vida, comece a fazer a sua parte: peça, acredite e receba.


Dicas:
- Anote todos os sonhos que você tem. Escreva as principais metas que surgem em sua mente enquanto lê esse livro. Mantenha suas anotações sempre por perto. Permita que seus objetivos fiquem bem definidos em sua mente. Já será um grande passo."


* Bruno J. Gimenes  - Professor e palestrante, atua desde 2003 ministrando cursos e palestras pelo Brasil. Sua especialidade é o desenvolvimento da consciência com bases no desenvolvimento da espiritualidade e na missão de cada um. Autor de 4 livros. Criador da Fitoenergética e co-fundador do Luz da Serra

domingo, 25 de agosto de 2013

Ainda Bem - (Vanessa da Mata)


"Eu professo a religião do amor ..." - (Rumi)



"Eu professo a religião do amor
Amor é minha religião e minha fé
Minha mãe é amor
Meu pai é amor
Meu profeta é amor
Meu Deus é amor
Eu sou uma criança do amor
Eu vim apenas para falar de amor".
(Rumi)

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Reprogramando seu Interior - (Pleidianos, por Sandra M. Luz)



Pleiadianos - Canalização de Sandra M. Luz  -14/08/2013


(Faça estas verbalizações com confiança, levando estas informações para seu interior)



"Hoje tomo consciência da importância de cuidar de mim, porque entendo que meu processo de felicidade e de evolução depende de como eu vivencio cada situação e de tudo que trago para dentro de meu ser.

Hoje tomo consciência de que todos os meus pensamentos, sentimentos e ações definirão o que eu irei experimentar a seguir.

Hoje tomo consciência de que minha felicidade devo buscar internamente, e não em coisas ou pessoas.

Hoje tomo consciência de que para ser feliz preciso me conhecer e saber o que gosto, e para isto preciso focar em mim.

Portanto, começo aqui a fazer os seguintes decretos:

Eu peço que meus corpos realizem uma permanente e completa limpeza de toxinas, com a retirada de todas as células defeituosas e de gordura desnecessárias.

Eu peço às minhas células que se regenerem a si mesmas, sendo sempre células saudáveis, sem quaisquer doenças, promovendo assim um completo e permanente rejuvenescimento orgânico, com saúde em todos os sentidos.

Eu peço que sejam liberados de meus registros internos todos os bloqueios, medos, traumas, ressentimentos, mágoas, ódio, inveja, ciúmes, apegos, culpas e quaisquer outros sentimentos, emoções e pensamentos que gerem sofrimento para mim e para outros.

Eu peço, neste instante, que todos aqueles que magoei me perdoem.

Eu peço, neste instante, que todos aqueles que magoei me perdoem.

Eu peço, neste instante, que todos aqueles que magoei me perdoem.


Eu perdoo a todos aqueles que me magoaram.

Eu me perdoo por tudo que fiz a mim.

E, assim, os liberto e me liberto, permitindo que cada um siga seu caminho.

Eu peço que todos os meus órgãos trabalhem em harmonia, cumprindo seu papel e trazendo a saúde ao meu corpo.

Eu peço que todos os meus órgãos trabalhem em harmonia, cumprindo seu papel e trazendo a saúde ao meu corpo.

Eu prometo aqui filtrar os meus pensamentos, sentimentos e ações e não emitir ou deixar entrar em mim, energias que não desejo em meu ser.



(Pedindo agora à Hierarquia Celeste)

Eu peço que seja fortalecido em mim todos os meus valores e poderes divinos, para que eu possa conduzir minha vida com mais felicidade e equilíbrio.

Eu peço que me seja trazido as informações sobre a minha missão e toda a ajuda para cumpri-la.

Eu peço ser protegido (a) pelo Cinturão Eletrônico Protetor e que ele envolva todo o meu campo astral e não permita a entrada de energias desequilibradas.

Eu peço ser orientado (a) pela hierarquia celeste através de intuições e que eu as receba com clareza para tomar as decisões certas em minha vida.

E por fim, decreto aqui a minha felicidade e a minha responsabilidade pelo que EU SOU.

E ASSIM É!

(Faça estas verbalizações quantas vezes desejar, para que estas informações sejam gravadas em seu interior e as transformações internas possam ser aceleradas)

Namastê "



Faça o download do áudio completo e destas afirmações aqui:
https://www.dropbox.com/s/l4uxvulwx9fvll5/MeditacaoPleiadianosReprogram14082013.mp3 http://stelalecocq.blogspot.com/2013/08/reprogramando-seu-interior.html

Mensagem enviada por Sandra M Luz  - Nós Os Arcturianos

Fonte: http://stelalecocq.blogspot.com.br/2013/08/reprogramando-seu-interi... 

"A inspiração que tu buscas ..." - (FB - Universo Místico)


Trecho de 'O Poder do Agora' - (Eckhart Tolle)



"O passado é uma memória, é um pensamento que surge no presente.
O futuro é apenas uma antecipação, é outro pensamento que surge no agora.
O que verdadeiramente temos é este momento, só isso.
Passamos a maior parte de nossas vidas esquecendo esta verdade, fugindo dela, olhando por cima dela.
E o horror é que temos sucesso nisso.
Conseguimos nunca nos conectar com o momento presente e encontrar a satisfação aqui e agora, porque estamos sempre com a esperança de ser feliz no futuro.
E o futuro nunca chega.
Mesmo quando pensamos que estamos no momento presente, de forma muito sutil, muitas vezes estamos olhando por cima dele, antecipando em nossas mentes o que está por vir.
Estamos sempre buscando a solução de um "problema".
E é possível simplesmente deixar o problema, seja que só por um momento e aproveitar o que é real na sua vida no presente.
Esta não é uma questão de novas informações ou obter mais informações, ela exige uma mudança de atitude.
Isso requer uma mudança na atenção à sua experiência no momento presente."


Fonte: Livro 'O Poder do Agora', de Eckhart Tolle.

O rio e o oceano - (Osho)



"Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo.

Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira. O Rio não pode voltar.

Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você pode apenas ir em frente.

O Rio precisa se arriscar e entrar no oceano.

E somente quando ele entra no Oceano é que o medo desaparece.

Porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.

Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento.

Assim somos nós.

Só podemos ir em frente e arriscar.

Coragem !! Avance firme e torne-se Oceano!!! "

Osho

O Segredo dos Girassóis - (Autor desconhecido; Por Amigos Solidários na dor do Luto)



"Nossos OLHOS SÃO SELETIVOS, nós "focalizamos" no que “queremos” ou estamos “sintonizados” para ver e, muitas vezes focamos no ruim, no feio, e deixamos de “enxergar” todo o restante, que é “belo”. ESCOLHER FOCALIZAR o lado melhor das pessoas, o lado mais bonito, o melhor que cada um tem a ofertar, a porção mais vibrante das coisas, é fazer como um lindo girassol, que escolhe sempre estar virado para o Sol, para a Luz! Se, assim o fizéssemos seríamos, constantemente “alimentados” pela luz..., seríamos mais saudáveis e felizes...

Se nossa atitude fosse como a de uma “grande antena de rádio” que procura, ao máximo possível, “SINTONIZAR AS ONDAS” do lado bom da vida, nos sentiríamos “partículas” mais inteiras, mais CONECTADAS COM A FONTE... Na natureza, nós temos uma antena que é assim: o girassol. O girassol se volta para onde o sol estiver. MESMO QUE O SOL ESTEJA ESCONDIDO ATRÁS DE UMA NUVEM...

Poderíamos também, mesmo que entre as nuvens, procurar a luz sempre, aprender a “realçar e admirar” sempre o lado bom daquilo que “recebemos”. Aprendendo a ampliar pequenos gestos positivos, transformando-os em grandes acontecimentos, FAZER COMO O GIRASSOL, que busca sempre o sol, a vitalidade, a força, a beleza, a luz, MESMO EM “TEMPOS”, SITUAÇÕES OU MOMENTOS DIFÍCEIS.

Apreciar o gesto de amor que alguém, em um determinado momento dirige a você; admirar um sorriso sincero e luminoso de alegria de alguém que você mal conhece ou convive com vc; aceitar uma palavra amiga, que vem soar reconfortante, reanimadora; incluir por inteiro a comunhão, a compartilha, a entrega de alguém que está te ofertando o seu melhor...

É TRAZER LUZ EM NOSSA MEMÓRIA CELULAR!

E se o mau humor voltar, que volte também a lembrança das atitudes dos girassóis. A vida é assim, a busca constante de caminhos que iluminam, sem se culpar, sem sofrer, perdoando vc mesmo, e pronta pra recomeçar o caminho em direção a luz...
Focalizar no melhor de todos e de tudo do mundo, valorizar o que há de bom e belo em toda e qualquer experiência e incluir isso dentro de nós é O APRENDIZADO DA E PELA LUZ!

Mas existe uma particularidade no girassol que poucos sabem:
Quando não há sol, ele está fechado em uma sala escura com outros girassóis, ele se vira para o outro girassol. Isto significa que quando estamos tristes devemos nos aproximar das pessoas e não nos afastar delas, de maneira a acessar a luz que cada um de nós possui e, assim um ajudar o outro em momentos difíceis (de escuridão), para que todos mantenham seu SOL INTERIOR ACESO, revigorando a “CHAMA trina” de SEUS CORAÇÕES e evoluirmos juntos NO CAMINHO DA LUZ!
É este o segredo de uma vida melhor... que fará um mundo melhor... Que possamos seguir os ENSINAMENTOS DOS GIRASSÓIS!"


A vida é um trato que precisa ser cumprido - (Aprendiz de Espírita)


"A quem muito foi dado, muito será cobrado. Entender esta máxima é o primeiro passo para uma vida plena e feliz. Não viemos a este mundo para simplesmente passar por ele, sem deixar marcas. Se assim fosse, não precisaríamos viver tanto.

Temos todos a missão e a incumbência de fazer com que nossa existência seja sentida, aproveitada e que, no mínimo, traga benefícios a alguém.

Temos de trabalhar incansavelmente, sem delongas, sem mas nem porquês. Aceitamos e nos dispusemos a isso antes. Foi um trato que muitas vezes deixamos de cumprir.

Mediunidade é coisa séria e de muita valia se for utilizada da forma correta. E, para ser utilizada da forma certa, deve ser praticada onde quer que seja. Contanto que estejamos com a mente aberta e limpa, sempre atrairemos os bons espíritos.

Concentremo-nos e peçamos a ajuda desses espíritos para realizar nosso trabalho, afinal nós precisamos deles e eles de nós para passar as mensagens e ensinamentos.

Tratar a mediunidade como um passatempo só nos atrasa em nossa caminhada e evolução espiritual. Precisamos trabalhar com afinco, sem hesitação e sem medo de fazer errado. É errando que se aprende.

Tudo é válido e tudo é possível quando se faz com amor e dedicação. Não há como se melhorar fazendo esporadicamente a lição de casa. Vamos nos aprimorar e estudar, e praticar até que entremos verdadeiramente em sintonia com o plano espiritual. Temos todos os recursos necessários para um trabalho louvável. Basta dedicação e interesse.

Os primeiro passo após acreditar que temos uma missão e que seremos cobrados pelo que nos foi dado, é acreditar, crer sem muitas perguntas. Aceitar o invisível aos olhos como acreditamos no que podemos ver.

O mundo espiritual está inteiro à disposição e a espera de obreiros do Senhor. São poucos os que se sujeitam e servem sem perguntar, sem questionamentos. Tudo se acerta, tudo se resolve na confiança e no trabalho.

Como nos velhos tempos em que a palavra dada era ‘palavra empenhada’. Demos a palavra e cumpramos com o prometido. Que Deus ilumine nossos passos e que estes sejam longos e ligeiros em busca da evolução.”


Assinado : Josué
Local : "Casa da Prece" - Sorocaba ( SP )
Fonte: Aprendiz de Espírita

Acoplamento Áurico - (Luiz Antonio Brasil)


"Acoplamentos - As auras interagem umas com as outras, de pessoa a pessoa, formando o chamado acoplamento áurico. Acoplar significa ligar, juntar.

Nesta figura vemos a representação de alguns acoplamentos. Os acoplamentos se dividem em duas categorias: simpáticos e antipáticos.

Acoplamentos Simpáticos - Casal de apaixonados; aplicação de passes energéticos; gestante e o feto; médium e mentor; médium de incorporação e a entidade comunicante, e tantas outras modalidades.

Acoplamentos Antipáticos - Casal desapaixonado; proximidade de pessoa invejosa; proximidade de pessoa sem objetividade na vida e que apenas causa embaraços aos que alguma coisa realizam; proximidade de pessoa intimamente devassa e inescrupulosa; obsidiado e obsessor; pessoas amotinadas, ou uma multidão enfurecida.

Nosso estudo da Aura Humana foi interrompido na apostila 19 no tópico Acoplamentos. Ali falamos dos acoplamentos simpáticos e dos acoplamentos antipáticos.

Prosseguindo com esse tópico, que nos parece ser de relevante importância, pois como ficou dito na apostila 18, item 4 - Vigilante - essa característica de detectora que a Aura possui, capacita o indivíduo a se defender nas diferentes situações.

Nesta, prosseguiremos com as descrições das outras características.

Acoplamentos em Multidões - Onde houver multidão deve-se tomar muito cuidado, pois sempre ocorrerão acoplamentos áuricos.

Conforme comentamos na apostila 11, folha 3, ao sensitivo torna-se especialmente perigoso permanecer junto de uma multidão desmotivada espiritualmente.

Conforme instrui Dr. Waldo Vieira, as observações apontam que onde já houver três pessoas, esse aglomerado, que parece pequeno, já deve ser considerado como o de uma multidão.

Se entre aqueles elementos não predominar uma certa ordem de conduta, quase que certo irão surgir distúrbios.

Às vezes violentos. - Por tal situação é que em qualquer movimentação de massa se torna comum eclodir distúrbios descontrolados.

Por exemplo, nos estádios de futebol, em comícios políticos, em pleitos de reivindicações, etc, quase sempre essas movimentações acabam em violência.

Basta um pequeno grupo dentro daquela multidão despertar rivalidade para que, como um rastilho de pólvora, o distúrbio se generalize.

Acoplamentos em Seitas - Nos rituais religiosos há formação de correntes energéticas. Principalmente quando no cerimonial há acompanhamento de cânticos.

Nessa circunstância todos os presentes, envolvidos pelas melodias, entrarão numa espécie de transe em que estarão sintonizados num só fluxo e ritmo de energia.

O acoplamento que ali ocorre envolve coletivamente todos os participantes.

Exemplos: Igrejas Pentecostais; Movimento Carismático da igreja Católica; Terreiros de Umbanda e Candomblé: seita Santo Daime.

Nesta última há ainda um agravante, que é o uso explícito de substância alucinógena, própria da seita, que deixa os adeptos sob o efeito desse estimulante.

Acoplamentos em Trabalhos de Energia - Quando todos os integrantes de uma equipe assistencial, seja de que modalidade for, sentados em grupo, ou próximos uns dos outros, mantém atitude de concentração e respeito ao que fazem, suas auras interligam-se formando o que é chamado popularmente de corrente energética.

Na figura ao lado apresentamos a situação onde estão algumas pessoas em trabalho de energia, e que, por isso mesmo, suas auras se interligam.

Evidencia-se que, para que nessa corrente refulja a harmonia, necessário será o sentimento de simpatia entre todos.

Se um só dos integrantes, por inadequação ao grupo, estiver movido de sentimento contrário, haverá impedimento para se completar o acoplamento simpático.

Qualquer pensamento duvidoso gerará um turbilhão de negatividade em todo o conjunto.

Razão porque um grupo só passa a trabalhar quando todos os integrantes se equilibram em respeito espontâneo entre si.

Fora disso, os trabalhos que o grupo possa vir a apresentar serão meros ensaios.

Nada, porém que tenha seqüência duradoura, pois a inexistência do acoplamento áurico visando objetivos nobres deixa todo o grupo à mercê de invasões indesejáveis."








Bibliografia:
André Luiz/Francisco C. Xavier - No Mundo Maior - página 126 - Federação Espírita Brasileira

André Luiz/Francisco C. Xavier - Ação e Reação - páginas 257 e 258 - Federação Espírita Brasileira

André Luiz/Francisco C. Xavier - Mecanismos da Mediunidade - páginas 45 e 83 - Federação Espírita Brasileira

André Luiz/Francisco C. Xavier - Evolução em Dois Mundos -páginas 129 e 130 - Federação Espírita Brasileira

Annie Besant - O Homem e seus Corpos - página 107 - Editora Pensamento

Arthur E. Powell - O Corpo Astral - capítulos 3 e 4 - Editora Pensamento

Bárbara A. Brennan - Mãos de Luz - Editora Pensamento

Charles W. Leadbeater - A Clarividência - página 51 - Editora Pensamento

Colletti Tiret - Auras Humanas - Editora Pensamento

Helena Petrovna Blavatsky - A Doutrina Secreta - volume II páginas 244 e 250 - Editora Pensamento

Hernani Guimarães Andrade - Espírito, Perispírito e Alma - páginas 119 e 120 - Editora Pensamento

Hernani Guimarães Andrade - Psi Quântico - páginas 100, 101 e 102 - Editora Pensamento

Jorge Andréa - Forças Sexuais da Alma - Federação Espírita Brasileira

Lancellin/João Nunes Maia - Iniciação, Viagem Astral - páginas 136, 148, 200, 202, 217, 240, 241, 243, 284 - Editora Espírita Cristã Fonte Viva

Lawrence e Phoebe Bendit - O Corpo Etérico do Homem - páginas 11, 12, 13 e 14 - Editora Pensamento

Valdo Vieira - Projeciologia - Capítulos 95 - 307 - 420 - Edição do Autor

Walter J. Kilner - A Aura Humana - Editora Pensamento

Wenefledo de Toledo - Passes e Curas Espirituais - Editora Pensamento




Fonte: Site vivenciasespiritualismo.net/

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Você pode mais do que imagina! - (Vídeo Motivacional)


Por que notícia ruim dá tanta audiência? - (André Lima)


"A negatividade nos atrai devido ao fato de estarmos cheios de coisas negativas dentro de nós. Pensamentos, crenças, emoções guardadas do passado, sentimentos de tristeza, medo, mágoa, raiva e outros que acumulamos durante a vida passam a viver no nosso interior formando uma sombra. Essa sombra busca crescer e se fortalecer. Um dos mecanismos pelos quais ela cresce, é através das notícias negativas que alimentam as emoções que guardamos.

Em maior ou menor grau, todos nós sentimos uma certa atração por notícias negativas. É a sombra atuando dentro de nós, de forma inconsciente, nos levando a escolher conteúdos que acabam gerando mal estar. Conheço pessoas que tem um verdadeiro fascínio por programas policiais que trazem as notícias sobre os mais diversos e bizarros tipos de crime. Como alguém pode gostar disso? Na verdade ninguém gosta, é a sombra agindo no nosso inconsciente.

A vida se torna aquilo que damos atenção."

Por André Lima
Revisão e edição por Carlos Cares
Terapeuta Holístico

"Todas as vezes que você perdoa, ..." - (Trecho do livro 'A Cabana')


O Convite da Lua Azul - (Alê Barello)



"Um evento astrológico com uma Luz Azul é algo pouco comum e maravilhoso de se observar e ocorre sempre que duas luas cheias acontecem no mesmo mês solar. A segunda, é a chamada Lua Azul.

Não sou expert em astrologia, nem em qualquer outra coisa que envolva os astros, mas tenho uma quedinha por “luas” e seus significados.

Suas fases me advertem para que eu me lembre dos ciclos, o que é bem mais difícil quando tomamos por referência o sol, por exemplo, uma quase aparente constante mais lenta em sua movimentação.

Assim, de uma lua cheia a outra, num período tão curto, a verdade vai aparecendo, tema justamente desta Lua Azul de Agosto.

Ela serviu, segundo os astrólogos, para que revelássemos nossos potenciais e descobríssemos as verdades em cada situação.

Sua coroação, no dia de hoje, nos empurra para um outro Ciclo, com liberdade e sem ilusões.

Pensando sobre isso com bastante atenção cheguei a algumas conclusões, tão claras quanto a Lua Cheia!

Uma delas é que revelações, iluminações e fatos que vêm à superfície podem causar um dispensável, mas real, medo momentâneo. É tão bom assim “ver” o que sempre esteve lá? E o que fazer com o que vimos?

Assim, esperem o contrapeso advindo da Lua Azul: o que não precisa ficar em sua vida, desaparecerá definitivamente. Vai causar danos? Claro que não! São bênçãos de libertação chegando, o momento da saída do casulo, quando a recém-formada borboleta respira o primeiro ar e enxerga a primeira luz.

Com as lentes da verdade coladas definitivamente, seu movimento e entendimento serão diferentes. Não será mais possível que se distraia quanto ao que parece ser verdadeiro… Você saberá e como sempre, a escolha será sua: viverá algo falso? Permitirá sua presença em uma situação que não lhe faz bem?

A verdade libertadora, que sempre é mais fácil em relação ao outro, nos convida a olharmos para dentro só para um último passo…

Tanto faz se no passado você preferiu esconder a verdade porque ela doía tanto, que seria insuportável de ser confrontada. A hora é agora e tenha como testemunha essa linda Luz Azul que está aí para nos ajudar no processo.

O que passou e foi guardado a sete chaves é peso morto e pode ser arquivado no seu corpo de memórias dessa existência. Arquivado… Não revivido… Abra esse baú e deixe de lado a carga. Não se dê nem ao trabalho de compartilhar o segredo: simplesmente, “conte” para a Lua Azul, a que está no céu astrológico e a que está dentro de você, deixando que os raios prateados e curativos limpem sua casa interna e lhe mostrem o novo ambiente.

Quem sabe, não ficamos tanto tempo no “banquinho do castigo”, preservando o segredo da vergonha pública, sentindo culpa por algo que não sabemos nem se foi verdadeiro, que perdemos as mudanças externas, o bonde, os tantos momentos e oportunidades que estão aí, o tempo todo.

O mundo desde lá é outro e você é outro. Sentado no quarto escuro de sua consciência, que especificamente está “sem ciência” alguma, porque isolada não enxerga mais nada a não ser a dor, as respostas não chegam, os insights não vêm; não há material novo de crescimento, apenas um constante murmúrio pelo que deveria ter sido.

” — Está pronto para sair desse estágio?” — é a pergunta que a Luz Azul nos faz, a partir de hoje, enquanto destranca a porta que separa as dimensões externa e interna.

Caso sua resposta seja positiva, não estranhe que seus olhos ardam, que o cenário seja deslumbrante e que seus companheiros se apresentem, vindos de suas próprias cavernas interiores…

E caminhando para o centro da dimensão externa, os que optaram por sair, irão a um local de co-criação, prontos para planejar cada agora que se desenrolará suave e acolhedor.

Sem peso, são leves e atuantes. O tempo de recolhimento serviu para que crescessem. Os garotos e garotas, adolescentes e jovens magoados pelos desígnios de um passado que já foi, são, nesse agora, cidadãos cósmicos amadurecidos e focados, perfeitamente alinhados com suas missões, mesmo que nem saibam disso.

Ouça o chamado e dirija-se ao local claro.

Esteja pronto para viver um resplandecente momento de iluminação.

Seja Luz! "


Fonte: http://unaversidade.org/movimento/blog/o-convite-da-lua-azul/ 

Para ir Além... - (Rubia A. Dantés)



"Nossa história pessoal vem sempre com alguns desafios que, conforme os olhamos, podem se transformar em dramas infindáveis que passam a ser a justificativa pela qual as coisas não podem dar certo em determinados pontos da nossa vida ou... uma grande oportunidade de crescimento e de sucesso.

Só que, muitas vezes, escolhemos olhar para esses desafios com uma visão equivocada que nos coloca como vítima das situações, levando-nos a alimentar nossos dramas pessoais que se tornam cada vez mais ricos em histórias que nunca têm um final feliz... eles serão sempre a justificativa perfeita para explicar o porquê de nossas vidas não darem certo...

Quantas vezes vemos pessoas contanto e recontando os dramas da infância ou adolescência que foram a causa da infelicidade e da não realização como adultos... sem perceber que recontar o sofrimento passa a ser a única fonte que alimenta e dá emoção a uma vida que ficou presa em histórias onde a vítima é o personagem principal...

Ao alimentar nossos dramas, acabamos nos confundindo tanto com eles que eles se repetem incontáveis vezes... a cada repetição, colocamos mais lenha em uma fogueira para mantê-la acesa, sem nem perceber que... essa fogueira está queimando nossos sonhos e possibilidades de uma nova vida.

Não viemos aqui para perpetuar uma peça onde a vítima é sempre o principal personagem... viemos aqui para superar e crescer com os obstáculos que nós mesmos colocamos nos nossos caminhos para nos proporcionar o aprendizado que precisamos para chegarmos a nós mesmos.

Se vamos nos fechar em um casulo que se torna cada vez mais apertado ou se vamos sair desse casulo para um voo de liberdade é sempre uma escolha nossa e... uma escolha que podemos fazer a cada momento... nunca é tarde para renascer para uma vida nova e... sempre temos tudo que precisamos para dar o salto que vai nos liberar dos nossos dramas.

Se olharmos para nossas vidas como uma mapa que nos leva a quem verdadeiramente somos, vamos entender que nesse caminhar, onde as estradas nem sempre estão prontas, e que os obstáculos e desafios na verdade não são para nos parar e impedir de seguir o caminho, mas... são pontos onde temos a oportunidade de nos fortalecer com uma energia que necessitamos para seguir em frente.

Cada desafio que enfrentamos, e tiramos o aprendizado necessário, torna-nos mais fortes e aptos para ir além, sempre um pouco mais inteiros...

Não importa o tempo que nossos dramas nos prenderam e o quanto eles nos pareçam mais sofridos e mais difíceis de superar que os do outro... Eles são exatamente o que precisamos e está tudo certo como está... ninguém vive o que não tem que viver e a grande diferença não é o tamanho do desafio, mas, o olhar que temos sobre ele...

Se o vemos como algo que nos impede de caminhar ou como algo que vai nos dar força para vencer os próximos passos nessa estrada que escolhemos percorrer aqui na Terra.

Chega de dramas... vamos focar na oportunidade que eles nos oferecem e aproveitar a chance de poder estar aqui e agora evoluindo e vivendo o novo que esse tempo nos oferece...

Podemos perceber que, quando damos um passinho bem pequeno que seja na direção de superá-los, o Universo nos pega no colo, sempre nos mostrando que é por aí que devemos seguir...

A gratidão a cada passo faz com que tenhamos cada vez mais motivos para agradecer...

Será que vamos deixar passar mais uma oportunidade...

Ou vamos nos vestir com nossa coragem e avançar mais um passo para ir além?"

Outros reinos de existência - (Owen Waters)



"Há doze camadas de densidade da consciência na existência.

O terceiro é o mundo físico, o quarto é o mundo espiritual, e o quinto é o reino da consciência da alma.

Os números mais altos são mais sutis, mais expansivo em sua escala do que os números mais baixos. Cada camada de densidade mais baixa é mais comprimido do que o imediatamente acima dele e é formada dentro do que está acima dele.

Algumas pessoas chamam esses reinos dimensões, o que pode causar confusão, como uma dimensão é realmente outra coisa.

Ao referir-se doze camadas de densidade, ou reinos, o termo tecnicamente preciso é a densidade. A dimensão não é um local ou um reino mais elevado.

A dimensão é um componente mensurável da realidade, tais como comprimento, largura, altura e tempo.

A densidade é uma camada de consciência comprimido.

É um local dentro da Criação.

Em vez de dizer que você vive em terceira densidade (o mundo físico), você pode abreviar a '3 D ', desde que você lembre-se que, neste caso, '3 D' é curto para a terceira densidade, e não para o tridimensional.

O último estado de Ser Infinito está além XII densidade, como todas as densidades são criações dentro de sua consciência.

As doze camadas de densidade existe dentro da consciência do Ser Infinito.

As densidades de aplicação imediata para a humanidade são terceira, quarta e quinta densidades.


3D: O reino físico

O mundo físico existe em 3D, ou terceira densidade.

Nossas mentes não estão limitados a 3D, por qualquer meio.

A consciência global vai passar por uma mudança quântica quando uma massa crítica de consciência superior é alcançado.

Esta massa crítica será alcançada por uma numericamente pequena parcela da população do mundo, porque as pessoas com maiores frequências de consciência têm, proporcionalmente, uma maior influência sobre a atmosfera mente global do que as pessoas que operam em frequências mais baixas de consciência. Como sempre, serão os pioneiros que mudar a história.

4D: O espírito ou reino astral

Ao longo da história, a quarta densidade foi o espírito ou o reino astral. 4D pode ser subdividida em doze sub-camadas ou conotações, referido no plural como espírito ou reinos astrais.

Quando uma pessoa passa a partir de sua encarnação física, que normalmente mover-se em residência no terceiro ou quarto tom de 4D.

Embora a experiência física pode gerar problemas de separação emocional, 4D é uma densidade de integração, onde as pessoas trabalham através de uma cura de seus problemas.

Buscadores espirituais logo descobrem que há maiores implicações mais sutis dentro de 4D e se mudar para lá para estudar as verdades superiores do universo.


5D: O reino alma

Quando chega a hora de seguir em frente com o espírito do mundo 4D, as pessoas se movem para cima em 5D, a fim de começar a planejar as experiências que eles querem explorar em sua próxima encarnação.

Pense nisso como uma espécie de oficina de destino, onde todas as possibilidades são examinadas até que, finalmente, um curso de ação é decidida.

Na 5D, o ponto de vista da alma é muito mais amplo do que o ponto de vista focado da mente consciente em 3D.

Na 5D, o espaço e o tempo são vistos como uma tapeçaria entrelaçada de possibilidades.

Almas, durante suas pesquisas, pode realmente inserir-se em qualquer situação em que eles estão interessados, independentemente de quando e onde.

Na 5D, você pode experimentar qualquer evento em qualquer local e em qualquer ponto no tempo.

Você pode ir para trás na história, ou avançar para futuros prováveis.

Você pode ver todos os resultados possíveis de cada situação potencial e como ele interage com as prováveis ações dos outros.

Ele funciona porque sua alma sente a energia total de cada situação, vendo tudo o que se desenrolaria se fosse encenada.

Assim, em consciência 5D, você pode ver exatamente como é susceptível de se materializar um evento futuro.

Você pode vê-lo, senti-lo, tocá-lo e saber o que seus pensamentos e sentimentos estarão naquele momento, porque você realmente inserir a sua consciência para a experiência do evento futuro."

www.spiritualdynamics.net/free

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Aumentando sua energia - (Terapia Reiki)



AUMENTANDO SUA ENERGIA; MANTENHA O FLUXO DO REIKI EM SUA VIDA.

A sua energia flui livremente ou você está bloqueado? Dificuldades em sua vida são causadas por um bloqueio da energia vital no corpo. E, você sabia que você realmente obtém mais energia a partir da energia infinita do universo do que você tira de alimentos ou de outras pessoas?

O alimento fornece apenas um pouco de energia e se a sua dieta não é tão saudável como deveria ser, você não está recebendo os nutrientes certos de qualquer maneira, e determinados alimentos podem realmente diminuir sua energia. E quanto a energia que você recebe de outras pessoas? Você pode se sentir energizado na presença de certas pessoas, mas quando você está sozinho, você se sente cansado ou sua energia permanece constante?


E SE HOUVESSE ENERGIA QUE FOSSE INFINITA, RENOVÁVEL E SEMPRE DISPONÍVEL?

Esta fonte de energia já está em você. Pense na última vez que esteve totalmente absorvido em algo que você ama fazer. O tempo deixa de existir e você pode facilmente passar um dia inteiro sem alguma vez chegar perto da geladeira. Você está vibrando com energia vital e de alguma forma, apesar da falta de comida, você não apenas sobrevive, mas prospera. Isto é devido à abundância de energia espiritual.

Esta energia é a energia da fonte, a mesma energia que cria e permeia tudo no universo; é a energia que fornece o combustível físico que você obtém a partir de alimentos, o combustível emocional que vem de bons relacionamentos e suas paixões, e o combustível mental que vem do seu trabalho e propósito da vida.

Isso vai contra o que a maioria de nós fomos ensinados. Estamos acostumados a olhar para a energia física em termos de recursos como petróleo, alimentos, eletricidade etc. Esses são recursos, mas e a diferença em seus níveis de energia física quando se está deprimido e seus níveis de energia quando você está feliz? Será que você comeu algo diferente? Talvez, mas exagerar no sorvete pode acontecer quando você está feliz também. A verdade é:

ALIMENTOS TEM POUCO IMPACTO SOBRE A SUA ENERGIA. HUMOR, POR OUTRO LADO, TEM UM TREMENDO IMPACTO.

Pense num tempo em sua vida quando você estava extremamente triste. Como estava a sua energia física? Será que realmente importa o que você comeu, ou que até mesmo alimentos saudáveis e mais reconfortantes deixaram você ainda se sentindo triste e apático? Como você se sentiu mentalmente e emocionalmente? O seu pensamento estava claro e nítido ou embaçado e sem brilho? Você estava calmo e feliz ou emocionalmente abalado?

Agora pense em uma época em que estava excepcionalmente feliz. Você pode ter esquecido completamente de comer. Você pode ter sentido que a comida não era uma parte necessária da vida e você pudesse existir com puro amor.

Mas, às vezes, a energia pode ser bloqueada.


O IMPACTO DA ENERGIA EM SUA VIDA

Você sabia que você tem a habilidade de bloquear sua própria energia? Toda vez que você se afunda em negatividade ou permite que a negatividade domine seus pensamentos, você está bloqueando a energia. Quando você está deprimido, irritado, frustrado, sentindo-se como “a vítima”, ciumento, ressentido, preocupado, com medo, possessivo ou se você está se permitindo agarrar a qualquer outra emoção negativa, você acabou bloqueando sua energia espiritual. Isso não quer dizer que você não deva sentir emoções negativas. Você é humano, e você tem o direito de se sentir infeliz com as coisas, mas você tem que se agarrar a essas emoções e lhes permitir que se alimentem e bloqueiem sua energia? Não. Você pode escolher estar no fluxo.

A vida é feita para fluir sem obstáculos. A vida se trata de expansão e evolução, mas muitas vezes criamos resistências à ordem natural da vida com nossos pensamentos.


VOCÊ SABIA QUE A MAIS PODEROSA ENERGIA BLOQUEADORA É “NÃO” ?

O que o "NÃO" faz com você? O mantém preso onde você está, com medo de mudar, produz pensamentos de medo e preocupação com o futuro; diz ao mundo que você não quer a abundância que está disponível para você. Diz ao mundo: "Eu prefiro a negatividade." Outras pessoas sentem essa vibração, e você verá que se você se agarrar a sua negatividade e bloquear sua energia, as pessoas estarão menos inclinados a quererem estar com você e ajudá-lo em seus empreendimentos.


REFORÇAR A ENERGIA

Quando você diz "não" as possibilidades, quando você diz "não" para a abundância, quando você diz "não" para mudança, você está de fato bloqueando a energia espiritual de fluir livremente. Se você acredita que "o jeito que você é" está escrito em pedra e que você não pode mudar, você está fechando a válvula de abundância e bem-estar. Se você aceitar a mudança, porém, você abre as portas para a abundância, a felicidade, propósito e uma vida verdadeiramente significativa.




COMO VOCÊ ABRAÇA E CRIA MUDANÇA EM SUA VIDA?

EM PRIMEIRO LUGAR, CONCORDE EM MUDAR.

Você não pode esperar resultados diferentes em sua vida, a menos que você melhore suas habilidades e aprenda novas e melhores maneiras de fazer as coisas, assim como melhorar as maneiras de pensar e sentir. Lembre-se sempre que você tem o poder de escolher. Você tem o poder de determinar se você diz, "Sim" ou "Não". E, você tem a opção de permanecer onde você está (escolhendo a inércia). Concorde em dizer "sim" mais vezes, mesmo para coisas que assustam você.
 
EM SEGUNDO, LUGAR, CONCORDE EM ELEVAR A SUA VIBRAÇÃO.

Aumente os níveis de amor, entusiasmo, alegria, propósito, criatividade, confiança e atitudes positivas. Você pode escolher se sentir bem e ser feliz mesmo diante da "realidade" desagradável. Seus pensamentos e emoções elevam a sua vibração e, em seguida, sua realidade física rapidamente começa a mudar também.

Na verdade, a qualquer momento que você se sinta bem, a energia flui livremente em você. Torne esse modo padrão, levando a sério as lições aqui aprendidas. Traga ainda mais energia em sua vida, a energia que nunca, nunca se esgota e não custa um único centavo.

Por Christie Marie Sheldon
Revisão e edição por Carlos Cares
Terapeuta Holístico

www.terapia-reiki.com

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Negatividade e Obsessores, Adeus! - (Márian Soluz)



"Você acha que as dificuldades da sua vida são causadas por obsessores? Você tem certeza de que são essas entidades que fazem tudo na sua vida dar errado?

Se você pensa assim, você está totalmente enganado...

Só você, somente você é o verdadeiro responsável pelas circunstâncias que o envolvem. O seu karma, o seu compromisso espiritual e as suas más escolhas causadas pelo seu egoísmo é que são os reais causadores das provas que você precisa enfrentar.

Sim, existem seres trevosos que podem estar lhe obsidiando, mas é você quem os atrai e que também permite a sua atuação através dos seus próprios sentimentos de baixa vibração.

Você deve conhecer a lei universal da atração, não é mesmo? Pois é, essas entidades atuam de acordo com o princípio de que "semelhante atrai semelhante". Desta forma, são os seus sentimentos negativos como o ódio, a inveja, a cobiça, o desejo de vingança e tudo o que está ligado ao egoísmo que deixam o seu corpo emocional aberto para que essas entidades se aproximem e se mantenham atreladas ao seu ser.

As pessoas que lidam com magia negra utilizam justamente essa lei para prejudicar as pessoas, criando entidades ou dirigindo consciências doentias, para atuar junto aos seus pontos fracos, nas falhas do campo áurico que possam existir e aí se manterem apegadas, sugando, alimentando-se desses sentimentos. Eles instigam justamente os sentimentos que a pessoa já possui para que ela mesma produza fluidos para sustentarem esses vampiros de energia.

Outro sentimento muito importante que alimenta o lado escuro é o medo... podemos afirmar que esse sentimento é um dos mais desarmonizadores que existem... o causador de vários distúrbios e mazelas...

Portanto, não adianta desfazer trabalhos de magia, fazer exorcismos ou orar se não se modificar o modo de pensar e transmutar os sentimentos negativos. É preciso aprofundar nas verdadeiras causas do que tem amargurado você, ou deixado você em desequilíbrio. É preciso coragem para admitir sentimentos às vezes mesquinhos, obsessivos e preconceituosos, não é mesmo? Questione-se sobre o orgulho, a arrogância, a inveja ou o desprezo... medite profundamente, mantendo a mente aberta para enxergar essas sombras, pois são elas, na verdade, que atraem a negatividade e também essas entidades de baixa vibração. Não só entidades do astral, mas também pessoas encarnadas que possuem esses sentimentos e que são atraídas pelo mesmo princípio e que fazem a sua vida ficar ainda mais tumultuada...

Resumindo, é preciso compreender que não produzindo negatividade, não se atrai negatividade. Se você produzir apenas pensamentos e sentimentos positivos irá afastar qualquer coisa ou entidade de baixa vibração que tente se aproximar.

Então, você quer se ver livre de tudo o que lhe atormenta e desequilibra? Quer afastar qualquer entidade que possa estar lhe obsidiando?
Arme-se, portanto, de fé e coragem e transmute todos os seus pensamentos e sentimentos negativos em positivos; assim, você elevará a sua vibração e espantará para bem longe qualquer entidade sombria.

Medite no silêncio, isso lhe dará a capacidade de se enxergar sem julgamentos ou expectativas, ajudando assim a perceber falhas, sentimentos ou emoções mal trabalhadas. O encontro profundo com si mesmo trará respostas e a direção correta para a concretização da mudança dos seus pensamentos e da sua conduta. A prática da meditação irá ajudar a resgatar a sua força interior para deixar ir o falso eu, aquele que cria todos esses sentimentos negativos. Orações e devoção também são essenciais, pois isso ajuda a trabalhar a humildade e a fé, virtudes básicas para a entrega maior.

Depois da mudança, é claro que dificuldades continuarão a existir, mas a forma de lidar com elas será mais tranquila, pois a sua visão estará limpa e expandida. Você passará a enxergar luminosidade em tudo o que existe, em todas as situações e pessoas; desta forma, as questões se tornarão mais leves e simples. A positividade prevalecerá e você irá atrair apenas o bem.

Acredite, portanto, no Plano Divino e na sua própria Luz, reconheça a sua capacidade de transformação, na sua natureza Amorosa e, finalmente, coloque-se a serviço do bem comum...

Aí, finalmente, você poderá dizer:
Negatividade e obsessores, adeus!

Namastê,
Márian Soluz"

“Nós temos que perceber que quando nós negamos o mistério do divino feminino ..." - (Llewellyn Vaughan-Lee - pensador Sufi)




“Nós temos que perceber que quando nós negamos o mistério do divino feminino, nós igualmente negamos algo fundamental à vida. Nós separamos a vida do seu núcleo sagrado, da matriz que nutre toda a criação. Nós nos separamos da fonte única que pode curar, nutrir e transformar. A mesma fonte sagrada que deu o nascimento a cada um de nós é necessária para dar o significado a nossa vida, para nutri-la com o que é real e para nos revelar o mistério, a finalidade de estarmos vivos. Porque a humanidade tem uma função central no todo da criação, o que nós negamos em nós, negamos a toda a vida. Ao negar o feminino e seu poder e finalidade sagrados, nós temos a vida empobrecida em níveis pessoais e globais de várias maneiras que nós não compreendemos…. Sim, nós vemos agora os efeitos exteriores na terra, mas é mais difícil reconhecer os efeitos internos, desta devastação.”

(Llewellyn Vaughan-Lee - pensador Sufi)

"Amma, what is the difference between love and surrender?" - (Amma)




"Questioner: Amma, what is the difference between love and surrender?

Amma: Love is conditional. Surrender is unconditional.

Questioner: What does this mean?

Amma: In love, there is the lover and the beloved, disciple and Master, devotee and God. But in surrender, the two disappear. The Master alone is; God alone is."

Será que sou Médium? - (Nadya Prem)





"A mediunidade está presente em todas as pessoas. Certamente, a grande maioria não sabe que é médium e também nem imagina como perceber os sentidos que lhe são sutis.

Presas à matéria e aos cinco sentidos, as pessoas vivem de maneira automática e se entregam à cultura de uma sociedade consumista e ansiosa. Submetidos à ilusão dos pensamentos e desejos que geram o afastamento do momento presente e de si mesmo.

Toda nova perspectiva exige uma libertação do ser e tem como premissa o não julgamento e a quebra de preconceitos.

Muitos não compreendem a mediunidade como algo natural, inerente ao ser.
Para sentir o dom mediúnico, é necessário a mudança de paradigmas e o abandono de crenças limitantes, que por si só, anulam quaisquer possibilidades de novos conhecimentos e práticas.
Para a prática mediúnica, o primeiro passo é o aquietamento da mente inferior, para que venham à tona outras sensações e sentidos.

Abrir os canais mediúnicos requer disposição, boa vontade, estudo e, acima de tudo, transformação interior.
As pessoas estão envolvidas, em grande parte, por um véu energético que impede o processo de integração mediúnica.

É fundamental o questionamento, não do novo e do que vai além de nossas limitações, mas o questionamento de nós mesmos, de nossos valores.
Teimar em não aceitar o que nos fere os antigos padrões, que até então sustentaram nossa personalidade, é uma defesa primária do corpo emocional. É uma barreira inicial a ser transposta em qualquer processo de mudança e aprendizado.

Apenas acreditar não basta para acessar os sentidos sutis. Você pode dizer que acredita ser médium, mas para sentir seu dom você terá que percorrer o caminho que lhe levará às outras dimensões. Ir ao encontro da espiritualidade é como alçar voo para a liberdade.

O autoconhecimento é a chave-mestra do entendimento mediúnico.

Saber distinguir qual o pensamento que é próprio de sua mente e qual o pensamento que lhe é sugerido por outros seres; perceber as sensações de seu corpo energético e físico; sentir a energia que emana ao seu redor.

A mediunidade traz até hoje, entre muitos céticos, o estigma de ser chamada de bruxaria, no sentido pejorativo da palavra.
O médium ostensivo, que possui mediunidade em alto grau, é visto com desconfiança.

Como no período em que viveu o espírito de Joana D Arc, grande médium morta e queimada na fogueira, sob acusação de bruxaria, ainda trazemos o fantasma da época da Inquisição em nossas entranhas espirituais. Resquícios da Igreja Católica que impedem a libertação das crenças sobre o bem e o mal, castigo e redenção.

O espiritismo que muito contribuiu para extirpar os preconceitos e a ignorância espiritual também traz, em seus bastidores, a desvalorização da mediunidade, caindo nas rédeas do preconceito.
Tratando o médium ostensivo como um pecador a pagar seus castigos através da tarefa mediúnica, a doutrina tende a perdê-los, cada vez mais.

A mediunidade precisa ser encarada não apenas no contexto religioso. Não deixando de lado a importância do desenvolvimento mediúnico pautado na renovação interior, tem que se ir mais adiante.
Mediunidade ou bruxaria, como queiram, é um dom divino que trazemos para a vida terrena e que nos conecta ao mundo de onde partimos e para onde retornaremos com a morte física.
Conhecer a si mesmo e viver plenamente através da transformação alquímica que ocorre a cada reencarnação é o nosso propósito de vida.
Através do entendimento mediúnico, trilha-se o caminho rumo ao conhecimento integral do ser que interage, quase sempre inconsciente, em tantas dimensões além da matéria."

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=35536

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

"There is a Love you cannot capture ..." - (Mooji)


"There is a Love you cannot capture.
It captures you and transforms you into Love.
Who will take that risk?"
(Mooji)

Que janela vocês desejam abrir? - (Mensagem dos Pleiadianos; por Sandra M. Luz)



Mensagem dos Pleiadianos.
Canalização de Sandra M. Luz - 13/08/2013

"Saudações pleiadianas amados irmãos.
Um novo cenário se apresenta diante de vocês.
Aqui estaremos representando como duas janelas que serão abertas por vocês de acordo com suas decisões internas.
Uma dessas janelas traz uma visão limitada, para aqueles que desejam continuar na frequência da 3ª dimensão.
A outra janela traz uma visão para aqueles que desejam vivenciar a 5ª dimensão.
Como podem observar tudo ao seu redor encontra-se em um processo de transformação, e muitas coisas encontram-se ruindo, através do próprio questionamento de seu interior.
Seus olhares são de perplexidade e muitos de vocês já não sabem que rumo darem as suas vidas.
Vocês estão sendo convidados a decidirem que janela querem abrir e o que querem ver, sentir e pensar.
Todos podem abrir a janela que permite vivenciar um mundo melhor, mais feliz e mais equilibrado, mas esta escolha exige de quem a deseja abrir um requisito importante: o uso da chave mais importante que possuem: o amor verdadeiro.
E este amor verdadeiro é vivenciado através dos valores divinos que existem em seu interior, onde o que você sente e pensa é expresso também para seu exterior.
Enquanto reagirem da mesma forma que as outras pessoas, não mudarão e nem melhorarão suas vidas.
Vocês ainda não acreditam que possam ajudar no processo de mudança das pessoas e este pensamento é daqueles que vivem na frequência da 3ª dimensão.
A janela da 3ª dimensão é aquela que acha que as pessoas não mudam, que não querem mudar, que não adianta investir em ninguém, e que o problema esta sempre no outro.
A janela da 5ª dimensão é aquela que entende que cada ser esta fazendo o seu melhor, e que sempre se pode fazer algo para ajudar o outro a caminhar mais rápido.
Se você insiste em abrir sempre a janela da 3ª dimensão cada vez mais verá um mundo ruim e trará mais desalento, medo, tristeza e desequilíbrio as suas vidas. Porque esta dimensão está com seus dias contados.
O processo natural é seguir adiante, tudo esta em seu processo de ascensão.
O processo de transição esta sendo estabelecido e será concluído no momento previsto.
Se vocês não se abrirem para o novo, fortalecendo a confiança em si e no Poder Maior continuarão indecisos, confusos e infelizes.
Mas se decidirem confiar, buscar as mudanças necessárias liberando-se de crenças, hábitos, padrões negativos tudo fluirá melhor em suas vidas, porque então não estarão remando contra a maré, mas sim seguindo o fluxo do rio.
Só precisam parar de reagir e começar a agir, decidindo-se por querer o melhor para vocês e para os outros.
Precisam cultivar os valores divinos como o amor, a compaixão, a gratidão, a doação, a fé e a confiança.
E soltarem definitivamente o medo, a magoa, a irá, a ganância, a crítica e a cobrança.
Talvez vocês digam, mas não sou eu que estou fazendo mal e sim eles, e então teremos que dizer que vocês estão aumentando o mal neles focando nesta energia que vem de vocês.
Aquilo que você foca se torna maior.
Ao decidirem-se abrir a janela que os levam a 5ª dimensão sentirão uma imensa sensação de paz inundando-os, a confiança se apresentará, seu olhar se tornará amplo e você encontrará a luz que mostrará o caminho e como chegar até seu objetivo.
Enquanto vocês não decidem qual janela desejam abrir, seu interior o auxilia trazendo o desconforto como forma de mostrar que precisam fazer algo.
Um novo horizonte os espera, mas para vê-lo precisam caminhar até ele, e a cada passo que derem uma nova cor do arco-iris se apresentará diante de vocês, para que se lembrem de que nunca estão sozinhos.
E aqui encerraremos nossa conversa e desejamos que façam suas melhores escolhas."


* É permitido compartilhar esta mensagem em site e blog desde que seja respeitado o texto original e os créditos ao autor. Não é permitido a alteração do texto na reprodução de videos do youtube.
Fonte: nososarcturianos.blogspot.com.br

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Decreto do Amor Compassivo - Mãe Kuan Yin - (Oração / Decreto)



"Mãe Kuan Yin, Invoco teu coração de lótus, dá-me a compaixão e o perdão nesta hora.

Redime minhas faltas.

Suaviza meu caminho e envia a teus anjos de puro amor violeta
para que não sinta que me cobre a tristeza e o desalento.

Transforma agora toda sombra em Luz e dá-me o perfume de Tua essência para purificar meu coração redimido na radiação de teu amor.

Eu sou a Compaixão infinita de Teu próprio coração.

Que assim seja"


http://valesagradodekwanyin.blogspot.com.br/2011/02/decreto-do-amor-compassivo.html

Felicidade - "O que se dá, VOLTA infinitamente para você" - (Prof Helio Couto)




"Essa é uma questão muito simples na verdade. Mas, os seres humanos fazem de tudo para impedir isso.
Quando é que se tem a produção ideal de endorfinas? Quando se faz o bem. Quanto mais bem se faz mais se produz. Não existe limite para isso. Se a pessoa come um pedaço de pudim ela produz um pouco de endorfina. A lógica diz que se ela comer mais produzirá mais, mas não é assim que funciona. A partir de um ponto a produção para. Então comer um quilo de pudim não resolve. Só existe uma coisa que produz endorfina sem limite. Fazer o bem.
É isso que a ferramenta da Ressonância Harmônica procura fazer e passar para as pessoas. As casas/carros/apartamentos que as pessoas pedem são brinquedos que elas acham que as deixarão felizes. Isso vai até certo ponto e para de funcionar. Não adianta comer um quilo de pudim! Todos os brinquedos do mundo farão desta forma. Depois de certo tempo não produzem mais endorfinas. E endorfina é o que te faz feliz. Daí procura-se um carro maior, um pneu maior, uma casa maior e assim por diante. Até que o limite de novo é alcançado e começa tudo de novo.
Isso é levado até a morte normalmente. Sempre a felicidade é colocada num movo objetivo material. Numa busca sem fim e infrutífera.
O fornecimento de endorfinas pode ser ilimitado, mas só se fizermos o que está na nossa programação. No nosso DNA. Ninguém sabe por que é assim, mas se fizer o bem não existe limite de endorfina para você receber. Essa é a programação do Universo. É um condicionamento pavovliano. Se o cavalo pular o obstáculo ganha um prêmio. Puro condicionamento. Os seres humanos estão na mesma situação. Se fizerem o que é certo ganham endorfina, senão não ganham. O estímulo é poderoso.
Acontece que a lógica aristotélica impede que isso funcione como devia funcionar. Associam-se os brinquedinhos com a endorfina e daí se pensa que mais brinquedo significa mais endorfina. A programação do universo não é essa.
Neste ponto o leitor deve estar se perguntando que tipo de bem e em que quantidade deve fazer para ganhar endorfinas. Ajudar velhinhas a atravessarem a rua no farol com certeza produz endorfinas. Sendo assim já está pensando em ficar o dia todo atravessando as velhinhas de um lado para o outro! Certo? Com certeza o ganho será grande, mas não o suficiente. O ser humano precisa de muita endorfina! É preciso fazer algo maior. Quanto maior, mais endorfina. Evidentemente que por lógica chegaremos a seguinte conclusão: ajudar uma velhinha = x endorfinas. Ajudar 100 velhinhas = 100x endorfinas. Ajudar 1 milhão de velhinhas = 1 milhãoX endorfinas. Ajudar 7 bilhões de humanos = 7bilhões X endorfinas.
Como tudo depende da consciência da realidade que a pessoa tem, fazer o bem implica em expandir a complexidade da consciência da humanidade. Ensinar como funciona o universo. É por isso que todo avatar vem para ensinar a humanidade a ajudar o próximo. A fazer o bem. Só que as pessoas entendem que o avatar está atrapalhando os negócios.
Portanto, quanto mais pessoas mais endorfinas. E o processo não é linear, é exponencial. A quantidade de endorfinas recebida não segue essa regra simples. É muito maior que isso. Atentem para o detalhe que endorfina está sendo uma metáfora do que se recebe, mas também se recebe endorfina.
Em vista disto, não é fácil? Sim. Mas, quem faz isso? Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Nelson Mandela. E os demais? Onde estão? São pouquíssimos aqueles que fazem isso. E toda vez que a pessoa recebe a Ressonância ela recebe um convite para fazer isso. E qual é a resposta: estou muito ocupado. Tenho outras coisas para fazer.
E vão atrás de outros brinquedos. Não tem nada de errado com casa/carro/apartamento, mas a dois mil anos atrás foi dito: “procurai primeiro o Reino dos Céus e tudo o mais vos será dado por acréscimo”.
O que não ficou claro na afirmação acima? Foi prometido tudo. Se primeiro fizer o bem. Primeiro faz o bem, depois ganha o tudo. Só que a humanidade inverteu isso. Primeiro querem o tudo, para depois fazer o bem. Só que esse tudo nunca é suficiente. Portanto, nunca procuram o Reino."




Fonte: www.profheliocouto.com.br

O homem que não acreditava no Amor - (Don Miguel Ruiz)



"Era uma vez um homem que não acreditava no amor. Ele era uma pessoa comum, como você e eu, mas seu modo de pensar tornava-o diferente. O homem achava que o amor não existia. Claro, ele teve muitas experiências, tentando encontrar o amor, observou bastante as pessoas que o cercavam. Passou a maior parte da vida procurando o amor, apenas para descobrir que era algo que não existia.

Aonde quer que esse homem fosse, dizia às pessoas que o amor não passava de uma invenção dos poetas, uma mentira que os religiosos contavam para manipular a mente fraca dos humanos, forçando-os a acreditar, para controlá-los. Dizia que o amor não é real, que nenhum ser humano poderia encontrá-lo, mesmo que passasse a vida procurando-o.

Esse homem era extremamente inteligente e muito convincente. Lia muitos livros, frequentara as melhores universidades, era um erudito respeitado. Podia falar em público, diante de qualquer tipo de plateia, sempre com lógica irrefutável. Dizia que o amor é uma espécie de droga, que provoca euforia e cria forte dependência. Que uma pessoa pode viciar-se em amor e começar a necessitar de doses diárias, como os dependentes de qualquer outra droga.

Costumava afirmar que o relacionamento dos amantes é igual ao relacionamento entre um viciado e a pessoa que lhe fornece a droga. O que tem mais necessidade de amor é o viciado, o que tem menos, é o fornecedor.

Aquele, entre os dois, que tem menos necessidade, é o que controla todo o relacionamento. Dizia que é possível ver isso com clareza porque, num relacionamento, quase sempre há um que ama sem reservas, e outro que não ama, que apenas tira vantagem daquele que lhe entrega seu coração. Que é possível ver, pelo modo como os dois se manipulam, como agem e reagem, que são iguais ao fornecedor de uma droga e o viciado.

O viciado, aquele que tem mais necessidade, vive com medo de não conseguir receber a próxima dose de amor, ou seja, da droga. E pensa: “O que vou fazer, se ele (ela) me deixar?” O medo torna o viciado extremamente possessivo. “Ele é meu!” O medo de não receber a próxima dose torna-o ciumento e exigente. O fornecedor pode controlar e manipular aquele que necessita da droga, dando-lhe mais doses, menos doses, ou nenhuma dose.

O que necessita da droga submete-se completamente e faz tudo o que pode para não ser abandonado.

O homem ainda dizia muito mais, quando explicava por que achava que o amor não existia. Declarava que aquilo que os humanos chamam de amor é apenas um relacionamento de medo baseado no controle. “Onde está o respeito? Onde está o amor que afirmam sentir? Não há amor. Dois jovens, diante de um representante de Deus, diante de suas famílias e de seus amigos, fazem uma porção de promessas um ao outro: que vão viver juntos para sempre, que vão amar-se e respeitar-se mutuamente, que estarão um ao lado do outro nos bons e nos maus momentos, que vão se amar e se honrar. Promessas e mais promessas. O mais espantoso é que eles realmente acreditam que vão cumpri-las. Mas, após o casamento — uma semana, um mês, alguns meses depois — fica claro que nenhuma das promessas foi cumprida.

O que se vê é uma guerra pelo comando, para ver quem manipula quem. Quem será o fornecedor, e quem será o viciado? Alguns meses depois, o respeito que prometeram ter um pelo outro desapareceu. Surgiu o ressentimento, o veneno emocional, e ambos ferem-se reciprocamente, pouco a pouco, cada vez mais, até que eles não sabem mais quando o amor acabou. Permanecem juntos porque têm medo de ficar sozinhos, medo da opinião e do julgamento dos outros, medo de sua própria opinião e de seu próprio julgamento. Mas, onde está o amor?”

O homem costumava dizer que via muitos velhos casais, unidos havia trinta, quarenta, cinquenta anos, que tinham orgulho de estar juntos durante tanto tempo. Mas, quando falavam a respeito de seu relacionamento, diziam: “Sobrevivemos ao matrimônio”. Isso significa que um deles submeteu-se ao outro. A certa altura, ela (ou ele) desistiu e decidiu suportar o sofrimento. O que teve vontade mais forte e menos necessidade, venceu a guerra.

Mas onde está aquela chama a que deram o nome de amor? Um trata o outro como se fosse propriedade sua. “Ela é minha”, “Ele é meu”.

O homem mostrava mais e mais razões que o haviam levado a acreditar que o amor não existe. Dizia: “Eu já passei por tudo isso. Nunca mais permitirei que outra pessoa manipule minha mente e controle minha vida em nome do amor”. Seus argumentos eram bastante lógicos, e com suas palavras ele convenceu muitas pessoas. “O amor não existe.”

Então, um dia, esse homem andava por um parque, quando viu uma linda mulher chorando, sentada num banco. Ficou curioso, querendo saber por que motivo ela chorava. Sentando-se a seu lado, perguntou-lhe por que ela estava chorando e se podia ajudá-la. Imaginem qual foi a surpresa dele, quando a mulher respondeu que chorava porque o amor não existia,

— Mas isso é espantoso! — o homem exclamou. — Uma mulher que não acredita no amor? E, claro, quis descobrir mais coisas a respeito dela.

— Por que acha que o amor não existe? — indagou.

— E uma longa história — ela respondeu. — Casei-me muito jovem, cheia de amor, cheia de ilusões, com a esperança de passar minha vida inteira com aquele homem. Juramos lealdade um ao outro, juramos que nos respeitaríamos, que honraríamos nossa união e que formaríamos uma família. Mas logo tudo mudou. Eu era uma esposa dedicada, que cuidava da casa e dos filhos. Meu marido continuou a progredir em sua carreira. Seu sucesso e a imagem que mostrava fora de casa eram, para ele, mais importantes do que a família. Perdemos o respeito um pelo outro. Nós nos feríamos mutuamente, e um dia descobri que não o amava e que ele também não me amava. Mas as crianças precisavam de um pai, e essa foi minha desculpa para ficar e fazer tudo o que pudesse para dar apoio a ele. Agora, meus filhos cresceram e saíram de casa. Não tenho mais nenhuma desculpa para ficar com ele. Não existe respeito nem gentileza em nosso relacionamento. Sei que, mesmo que eu encontre outra pessoa, vai ser tudo igual, porque o amor não existe. Não faz sentido, procurar por algo que não existe. É por isso que estou chorando.

Compreendendo-a muito bem, o homem abraçou-a e disse:

— Tem razão, o amor não existe. Procuramos por ele, abrimos o coração e nos tornamos fracos, para no fim encontrarmos apenas egoísmo. Isso nos fere, mesmo que achemos que não vamos ser feridos. Não importa o número de relacionamentos que possamos ter, a mesma coisa sempre acontece. Por que ainda continuamos a procurar o amor?

Os dois eram tão parecidos, que se tornaram grandes amigos. Tinham um relacionamento maravilhoso. Respeitavam-se, um nunca humilhava o outro. Ficavam mais felizes a cada passo que davam juntos. Entre eles não havia ciúme nem inveja, nenhum dos dois queria assumir o comando, nem era possessivo. O relacionamento continuou a crescer. Eles adoravam estar juntos, porque sempre divertiam-se muito. Quando estavam separados, um sentia a falta do outro.

Um dia, o homem encontrava-se fora da cidade, quando teve a mais esquisita das ideias.

“Hum, talvez o que eu sinta por ela seja amor. Mas isto é muito diferente de qualquer outra coisa que já senti. Não é o que os poetas dizem, assim como não é o que os religiosos pregam, porque não sou responsável por ela. Não tiro nada dela, não sinto necessidade de que ela cuide de mim, não preciso culpá-la por minhas dificuldades, nem contar-lhe meus dramas. O tempo que passamos juntos é maravilhoso, gostamos um do outro. Respeito o que ela pensa, o que sente. Ela não me envergonha, não me aborrece. Não sinto ciúme, quando ela está com outras pessoas, não tenho inveja, quando a vejo ter sucesso em alguma coisa. Talvez o amor exista, mas não seja aquilo que todo mundo pensa que é.”

O homem mal pôde esperar pelo momento de voltar para sua cidade e conversar com a mulher para expor-lhe a ideia esquisita que tivera. Assim que ele começou a falar, ela disse:

— Sei exatamente do que é que você está falando. Tive a mesma ideia, bastante tempo atrás, mas não quis lhe contar, porque sei que você não acredita no amor. Talvez o amor exista, mas não seja aquilo que pensamos que é.

Decidiram tornar-se amantes e morar juntos e, de maneira admirável, as coisas não mudaram. Os dois continuaram a respeitar-se, a dar apoio um ao outro, e o amor continuou a crescer. Até as coisas mais simples faziam seus corações cantar, cheios de amor, por causa da grande felicidade em que eles viviam.

O coração do homem estava tão repleto de amor que, uma noite, um grande milagre aconteceu. Ele olhava as estrelas e encontrou uma que era a mais bela de todas.

Seu amor era tão imenso, que a estrela começou a descer do céu e logo estava aninhada nas mãos dele. Então, um outro milagre aconteceu, e a alma do homem uniu-se à estrela. Ele estava imensamente feliz e foi procurar a mulher o mais depressa possível para depositar a estrela nas mãos dela, provando seu amor. Assim que recebeu a estrela nas mãos, a mulher experimentou um momento de dúvida. Aquele amor era grande demais, avassalador.

Naquele instante, a estrela caiu das mãos dela e estilhaçou-se em um milhão de pedacinhos. Agora, um velho anda pelo mundo, jurando que o amor não existe. E uma velha bonita permanece em casa, esperando por ele, derramando lágrimas pelo paraíso que um dia teve nas mãos e perdeu por causa de um momento de dúvida.

Essa é a história do homem que não acreditava no amor. Quem foi que errou? Você gostaria de descobrir qual foi a falha? O erro foi do homem, que pensou que poderia passar sua felicidade para a mulher. A estrela era sua felicidade, e ele errou, quando a colocou nas mãos dela.

A felicidade nunca vem de fora de nós. O homem era feliz por causa do amor que saía dele, e a mulher era feliz por causa do amor que saía dela. Mas, no momento em que ele a tornou responsável por sua felicidade, ela deixou cair a estrela, quebrando-a, porque não podia responsabilizar-se pela felicidade dele.

Por mais que a mulher o amasse, jamais poderia fazê-lo feliz, porque nunca saberia o que se passava na mente dele. Nunca saberia quais eram as expectativas do homem, porque não poderia conhecer os sonhos dele.

Se você pegar sua felicidade e colocá-la nas mãos de outra pessoa, mais cedo ou mais tarde a verá estilhaçada. Se der sua felicidade a alguém, você a perderá. Então, se a felicidade só pode vir de dentro de nós, sendo resultado de nosso amor, nós somos os únicos responsáveis por ela. Nunca podemos tornar outra pessoa responsável por nossa felicidade, mas, quando os noivos vão à igreja para casar, a primeira coisa que fazem é trocar alianças.

Cada um está colocando sua estrela nas mãos do outro, esperando dar e receber felicidade. Por mais intenso que seja seu amor por alguém, você nunca será o que esse alguém quer que você seja. Esse é o erro que a maioria de nós comete, logo de início. Baseamos nossa felicidade em nossos parceiros, e não é assim que as coisas funcionam. Fazemos uma porção de promessas que não podemos cumprir, já nos preparando para o fracasso."

(Don Miguel Ruiz)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

O ESPÍRITO DE ALOHA - (Serge Kahili King)



de Serge Kahili King
tradução de Ivonete R. Mascara (Vivi).

"O Espírito de Aloha é uma referência bem conhecida da atitude de aceitação amistosa pela qual as Ilhas Havaianas são bem famosas. No entanto, também se refere a uma maneira poderosa de resolver qualquer problema, atingir qualquer meta e, ainda, atingir qualquer estado de mente ou espírito que se deseje.

Na língua havaiana Aloha significa muito mais do que "alô" e "adeus" ou "amor" . Seu significado maior é: compartilhar (alo) com alegria (oha) da energia da vida (ha) no presente (alo)”.

Ao compartilharem essa energia, vocês se tornarão conectados ao Poder Divino que os havaianos chamam de mana. E o uso amoroso deste Poder incrível é o segredo para se obter saúde, felicidade, prosperidade e sucesso verdadeiros.

A maneira de se conectarem a este Poder e fazer com que ele opere a seu favor é tão simples, que vocês poderão ficar tentados a descartá-la como sendo fácil demais para ser verdade. Por favor, não se deixem enganar pelas aparências.

Esta é a técnica mais poderosa no mundo e, embora seja extremamente simples, pode vir a se tornar difícil, uma vez que precisarão se lembrar de fazê-la - e será necessário fazê-la REPETIDAMENTE. Trata-se de um segredo passado à humanidade por inúmeras vezes e, mais uma vez agora, de uma outra maneira. O segredo é este:

Abençoem todos e tudo que representem o que vocês desejam

É só isso.

No entanto, qualquer coisa tão simples assim requer alguma explicação. Abençoar algo significa reconhecer ou dar ênfase a uma qualidade, característica ou condição positivas, com a intenção de que aquilo a que se reconhece ou enfatiza venha a crescer, perseverar (persistir) ou vir a ser.

Em primeiro lugar, o foco positivo de sua mente mexe com a força positiva, criativa, do Poder. Segundo, move a sua própria energia para fora, permitindo que uma parte maior do Poder passe através de vocês. Terceiro, quando vocês proferem bênçãos para o benefício de outros, ao invés de o fazerem para si mesmos, há a tendência de se ultrapassar quaisquer medos subconscientes a respeito do que se deseja para si mesmo; e, também, o próprio foco em si sobre os atos de abençoar faz com que o mesmo bem aumente na própria vida. A beleza desse processo é que a bênção proferida em favor de outros ajuda a estes, bem como a vocês mesmos.

As bênçãos podem ser proferidas com a ajuda de visualização ou toque; porém, a maneira mais comum e fácil de fazê-lo é através de palavras. Os principais tipos de bênçãos verbais são:

ADMIRAÇÃO: Trata-se do ato de cumprimentar ou louvar algo bom que se note. Ou seja, “Que belo pôr-do-sol; gosto de seu vestido; você é tão divertido.”

AFIRMAÇÃO: Trata-se de uma declaração específica de bênção para aumento ou continuação do estado descrito: “Abençôo a beleza desta árvore; abençoada seja a saúde de seu corpo.”

APRECIAÇÃO: Trata-se de uma expressão de gratidão a respeito de algo bom que existe ou que tenha ocorrido: “Obrigado, Deus, por me haver ajudado; agradeço à chuva por nutrir a terra.”

EXPECTATIVA: Trata-se de uma bênção para o futuro: “Teremos um ótimo piquenique; abençôo sua renda sempre crescente; obrigado(a) pela(o) minha(meu) companheira(o) perfeita(o); desejo-lhe uma ótima viagem; que o vento sopre sempre a seu favor.”

A fim de se obter o maior benefício possível de uma bênção, vocês terão de desistir ou renunciar à única coisa que a anula: o ato de amaldiçoar. Isto não se refere a palavrões, mas ao oposto da bênção; ou seja, criticar, ao invés de admirar; duvidar, ao invés de afirmar; culpar, ao invés de apreciar; e se preocupar, ao invés de aguardar com confiança. Quando quer que tais atitudes sejam tomadas, elas tendem a cancelar alguns dos efeitos da bênção. Assim, quanto mais vocês amaldiçoarem, mais difícil e demorado será obter bons resultados da bênção. Por outro lado, quanto mais se abençoar, menos mal farão as maldições.

Aqui, então, vão algumas idéias para se abençoar várias necessidades e desejos:

SAÚDE: Abençoem pessoas, animais e até mesmo plantas saudáveis; tudo o que seja bem feito ou bem construído; e tudo o que expresse energia abundante.

FELICIDADE: Abençoem tudo o que seja bom, ou o bem que há em todas as pessoas e coisas; todos os sinais de felicidade que vocês virem, ouvirem ou sentirem nas pessoas e animais; e todos os potenciais para a felicidade, que perceberem ao seu redor.

PROSPERIDADE: Abençoem todos os sinais de prosperidade em seu ambiente, inclusive tudo o que o dinheiro ajudou a fazer ou construir; todo o dinheiro que vocês possuírem, sob qualquer forma; e todo o dinheiro que circula no mundo.

SUCESSO: Abençoem todos os sinais de realização e completeza (como edifícios, pontes e eventos esportivos); todas as chegadas a destinos (navios, aviões, trens, carros e pessoas); todos os sinais de movimento de progresso ou persistência; e todos os sinais de alegria e diversão.

CONFIANÇA: Abençoem todos os sinais de confiança em pessoas e animais; todos os sinais de fortaleza nas pessoas, animais e objetos (incluindo-se o aço e o concreto); todos os sinais de estabilidade (como as montanhas e árvores altas); e todos os sinais de poder com propósito (incluindo-se grandes máquinas e fontes de energia).

AMOR E AMIZADE: Abençoem todos os sinais de carinho e cuidado, compaixão e apoio; todos os relacionamentos harmoniosos na natureza e na arquitetura; tudo o que esteja ligado a alguma coisa, ainda que a esteja apenas tocando gentilmente; todos os sinais de cooperação, como nos jogos ou no trabalho; e todos os sinais de risos e alegria.

PAZ INTERIOR: Abençoem todos os sinais de quietude, calma, tranqüilidade e serenidade (como águas plácidas, por exemplo); todas as vistas distantes (horizontes, estrelas, a Lua); todos os sinais de beleza, advindos da visão, som ou toque; cores e formas definidas; os detalhes de objetos naturais ou manufaturados.

CRESCIMENTO ESPIRITUAL: Abençoem todos o sinais de crescimento, desenvolvimento e mudança na Natureza; as transições do amanhecer e do entardecer; o movimento do sol, da lua, dos planetas e estrelas; o vôo dos pássaros no céu; e o movimento dos ventos e do mar.

As idéias acima são para sua orientação, caso vocês não estejam acostumados a abençoar; porém não se limitem a elas. Lembrem-se de que qualquer qualidade, característica ou condição pode ser abençoada (por exemplo, vocês podem abençoar postes finos e animais magros para encorajar a perda de peso), quer haja existido, exista no momento, ou exista apenas em sua imaginação."

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Irritação - O fogo destruidor - (extraído do Livro irritação de Torkom Saraydarian)


"É uma das causas de doenças que geralmente não se comenta. Está por toda a parte, se esconde sob muitas formas, nos invade.

Causas : agitação do corpo astral / stress / ódio, desamor, preconceito / perseguição ou rejeição a alguém, ou um grupo ou idéia / sensação de vítima , ser enganado / ressentimentos / pensamentos de vingança / queixas / egoísmo, crítica, fofocas, ingratidão / intolerância, exigências / complexo de inferioridade / impaciência, ansiedade / distorção consciente dos fatos / barulho.

O resultado da irritação produz uma substância que se espalha vagarosamente pelo nosso sistema nervoso, interrompe canais elétricos que fluem através da cadeia do nosso sistema nervoso. Essa substancia se espalha cada vez que é alimentada em locais diferentes.

Quando esse sistema elétrico é bloqueado no corpo em vários lugares, sérios problemas físicos e psicológicos expandem suas raízes em nossa natureza. Contamina a aura da pessoa.
Essa substância, não atacam aqueles cuja consciência está focalizada no centro do seu coração e da sua mente.

Antes que aconteça, a substância pode ser dissolvida pela compreensão amorosa. Se a consciência está na natureza emocional, ocupada com centros mais baixos, então a substância se acumula em volta do plexo solar e diminui a vitalidade baixando a imunidade do corpo.

Essa substância que ele denomina " IMPERIL ", pode ser segregada por :

AGITAÇÃO DO CORPO ASTRAL : filmes de crime, lendo sobre desastres ou assuntos que o deprimam, raiva intensa de alguém, ataques verbais . Quando sentimos que perdemos o apoio no qual estamos nos segurando egoisticamente.

STRESS : contrariedades, quando usa sua força de vontade para atingir os seus desejos, ou para convencer pessoas. Se ela não faz o que você deseja, você perde a calma e produz esta substância em abundância.

ÓDIO / DESAMOR : pela introdução de idéias negativas e sentimentos negativos, é uma torneira aberta.

QUEIXAR-SE : é atrito emocional, afasta o magnetismo e despeja em abundância.

EGOÍSMO : fontes de abundante irritação, é contra a evolução.

CRÍTICAS / FOFOCAS : carregam o corpo astral com polarização negativa, veja como as pessoas enfraquecem após criticar alguém, consomem energia.

INGRATIDÃO : sentir isso é sinal de estar sendo atacado pela substância. O conselho dos sábios é para nos afastarmos de pessoas ingratas, pois o veneno delas pode contaminar a nossa aura

IMPOSIÇÃO DA VONTADE E INTOLERÂNCIA

COMPLEXO DE INFERIORIDADE : a pessoa se identifica com seus fracassos.

IMPACIÊNCIA E ANSIEDADE : são as que mais causam doenças ao mundo. Deforma a aura. Na impaciência a aura distende-se e a ansiedade faz pressão no sistema nervoso e corpo astral e etérico.

INTENSIFICAÇÃO DO CORPO ASTRAL : escutar músicas como rock pauleira .

BARULHOS : Quanto mais silencioso melhor.

Pessoas que estão continuamente irritadas devem ser evitadas. Elas contaminam . É por isso que algumas pessoas parecem roubar energia.

É possível sentir a substância em tudo, trocando, bebendo de um mesmo copo, beijando, apertando a mão. Por isso , é importante quem faz a comida.

Na água , não é transmitida essa substância . Por isso é bom tomar banhos em cachoeiras, mares, rios. Bem aventurança pode ser transmitida pela água.

Não se deve dormir, quando se está irritado. Deve primeiro se acalmar com orações. Os antigos diziam para não comermos quando estamos irritados, causando um problema maior no sistema. Não se deve transmitir más notícias, quando alguém está se alimentando. Por isso, é bom hábito orar ou ficar em silêncio, pedir bênçãos, invocar a alegria, isso dá boa energia ao sistema.

Irritação é um estado que você permite ao seu sistema nervoso responda à penetração de influências negativas. A auto-piedade é a identificação com o ser inferior, daí, sente-se abandonado.

Todo o pensamento que chega a ser idéia fixa e definida na mente do homem, se converte em força ativa e se esforça por cristalizar-se no mundo físico.

Para que uma idéia fixa se manifeste, deve o homem, alimenta-la com ação permanente e contínua. Para que uma idéia se cristalize, necessita de um período de atividade relacionada com certos ciclos cósmicos, que dependem de leis superiores, que não se podem infringir.

Concentrar é reduzir os seus pensamentos múltiplos e dispersivos em um único foco. Passividade da mente é uma coisa boa, mas seja passivo só na verdade.

Nas influências de natureza inferior, você não será capaz de progredir, ou se exporá a forças diversas que poderão leva-lo para mais longe do caminho.
Aspire a mãe para estar em tranqüilidade e calma estável na mente, e a constante percepção do seu Eu Interior, mantendo-o à distância do exterior e voltando para a Luz da Verdade.

Você só poderá lidar com forças restritivas, depois que a mente e o coração estiverem reunidos em uma só direção, se concentrando na aspiração única do Divino.
Silêncio é sempre bom, mas com a inquietude da mente, não é o silêncio total.

A mente livre de perturbação e dificuldades, firme, leve e contente, pode se abrir à coisa que vai mudar a natureza.
O importante é livrar-se do hábito da invasão de pensamentos infelizes. Eles perturbam a natureza, obscurecem e tornam o trabalho da força difícil.

Quando a mente está quieta e em paz a força pode trabalhar mais facilmente.

Deveria ser possível vermos coisas a serem mudadas em nós mesmos sem nos aborrecermos ou ficarmos deprimidos, ai toda a mudança seria mais fácil.

Há diferenças entre uma mente vazia , e uma mente calma :

MENTE VAZIA – não há pensamento, nem concepção, nem ação mental, de qualquer espécie, mas, percepção essencial das coisas, sem a idéia formada.

MENTE CALMA – a substância do ser mental está imóvel, tão imóvel que nada a perturba. Se vem pensamentos ou atividades, eles não surgem da mente, veem de fora e cruzam a mente como um vôo de pássaros cruzando um céu de ar sem vento. Passa, não perturba nada, não deixa traço.
Se mil imagens ou acontecimentos violentam e atravessam, a calma e a imobilidade permanece, como se o conteúdo da mente fosse uma substância de Paz Eterna e indestrutível.
Uma mente que adquiriu esta calma poderá agir, mesmo intensamente e poderosamente, mas ela vai manter sua imobilidade fundamental, não originando nada de si própria, mas recebendo de cima e dando a isto uma forma mental, sem adicionar nada de si própria, calmamente, desapaixonadamente, se bem que com alegria da verdade e o feliz poder e luz de sua passagem.

Quando a mente fica silenciosa, livre de pensamentos, recebe uma ampla paz que vem de cima, e nesta ampla tranqüilidade, e realização do si silencioso , acima da mente, espalhando sua vastidão por toda a parte.

Alguns dizem que o desenvolvimento espiritual é árduo e poucos chegam. Porque ? Porque não desejam.
Para seguir no caminho do desenvolvimento interior, o homem precisa Ter uma vontade firme e intensa. Precisa realmente querer

Desejos passageiros, criados por insatisfações momentâneas, ou, com as condições de vida que o rodeia, não causam impulso duradouro. Pois logo que o satisfaça abandonará."