sexta-feira, 31 de maio de 2013

Just The Way You Are - (Bruno Mars)


O encontro com a sombra - (Fonte: Livro 'Ao encontro da Sombra, O potencial oculto do lado es curo da natureza humana)


 "Embora não possamos fitá-la diretamente, a sombra surge na vida diária.
Por exemplo, nós a encontramos em tiradas humorísticas (tais como piadas sujas ou brincadeiras tolas) que expressam nossas emoções ocultas, inferiores ou temidas. Analisando de perto aquilo que achamos engraçado (como alguém escorregando numa casca de banana ou se referindo a uma parte "proibida" do corpo), descobrimos que nossa sombra está ativa.
John Sanford diz que é possível que as pessoas destituídas de senso de humor tenham uma sombra muito reprimida.
Em geral, é a sombra que ri das piadas.
A psicanalista inglesa Molly Tuby sugere seis outras maneiras pelas quais, mesmo sem saber, encontramos a nossa sombra no dia-a-dia:

•Nos nossos sentimentos exagerados em relação aos outros ("Eu simplesmente não acredito que ele tenha feito isso!", "Não consigo entender como ela é capaz de usar uma roupa dessas!")

•No opinião negativo que recebemos daqueles que nos servem de espelhos ("Já é a terceira vez que você chega tarde sem me avisar.")

•Nas interações em que continuamente exercemos o mesmo efeito perturbador sobre diversas pessoas diferentes ("Eu e o Sam achamos que você não está sendo honesto com a gente.")

•Nos nossos atos impulsivos e não-intencionais ("Puxa, desculpe, eu não quis dizer isso!")

•Nas situações em que somos humilhados ("Estou tão envergonhada com o jeito que ele me trata.")

•Na nossa raiva exagerada em relação aos erros alheios ("Ela simplesmente não consegue fazer seu trabalho em tempo!", "Cara, mas ele perdeu totalmente o controle do peso!")

Em momentos como esses, quando somos dominados por fortes sentimentos de vergonha ou de raiva, ou quando descobrimos que nosso comportamento é inaceitável, é a sombra que está irrompendo de um modo inesperado.
E em geral ela retrocede com igual velocidade; pois encontrar a sombra pode ser uma experiência assustadora e chocante para a nossa auto-imagem.

Por essa razão, podemos mudar rapidamente para a negação, deixando de prestar atenção a fantasias homicidas, a pensamentos suicidas ou a embaraçosos sentimentos de inveja, que revelariam um pouco da nossa própria escuridão.

O falecido psiquiatra R. D. Laing descreve de modo poético o reflexo de negação da nossa mente:

"O alcance do que pensamos e fazemos
é limitado pelo que deixamos de notar.
E por deixarmos de notar
que deixamos de notar
pouco podemos fazer para mudar,
até que notemos
como o deixar de notar
forma nossos pensamentos e ações."


Se a negação permanecer, então, como diz Laing, talvez nem sequer notemos que deixamos de notar. Por exemplo, é comum encontrarmos a sombra na meia-idade, quando nossas mais profundas necessidades e valores tendem a mudar de direção. talvez até fazendo um giro de 180 graus, Isso exige a quebra de velhos hábitos e o cultivo de talentos adormecidos. Se não pararmos para ouvir atentamente o chamado e continuarmos a nos mover na mesma direção anterior, permaneceremos inconscientes daquilo que a meia-idade tem a nos ensinar.

A depressão também pode representar uma confrontação paralisante com o lado escuro,um equivalente moderno da "noite escura da alma" do místico.
Nossa exigência interior para que desçamos ao mundo subterrâneo pode ser suplantada por considerações de ordem externa (como a necessidade de trabalhar por longas horas), pela interferência dos outros ou por drogas antidepressivas que amortecem a nossa sensação de desespero. Nesse caso, deixamos de apreender o propósito da nossa melancolia.
Encontrar a sombra pede uma desaceleração do ritmo da vida, pede que ouçamos as indicações do nosso corpo e nos concedamos tempo para estar a sós, a fim de podermos digerir as mensagens misteriosas do mundo oculto."


Fonte: http://www.veterinariosnodiva.com.br/books/8-Encontro-Da-Sombra.pdf

"Deus costuma usar a solidão ..." - (Paulo Coelho)


"Deus costuma usar a solidão para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos compreender o valor do despertar. Outras vezes usa a doença, quando quer nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo, para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer nos mostrar a importância da vida."
(Paulo Coelho il. Amélie Thiébaud)

"Já me refiz tantas vezes..." - (Michelle Trevisani)


"Já me refiz tantas vezes... a alma já está vacinada e o coração já sabe sacudir a poeira quando as decepções acertam. Cicatrizes tenho, não nego. Também tenho essas pontadas no peito, vez ou outra e as borboletas no estomago quando arrisco demais. Mas para quê deixar a oportunidade passar se o hoje pode ser a única chance que temos?"

(Michelle Trevisani - Il. Johanna Wright)

Viver no propósito - (Mensagem Arcanjo Gabriel)



"Queridos, nós sabemos que vocês frequentemente experienciam medo quanto aos seus futuros, medo de mudança, medo do desconhecido.

Mas realmente não é medo de qualquer uma dessas coisas.

É medo de criar inconscientemente.

Isto vem de suas experiências anteriores que sugeriam que a vida era algo que lhes acontecia, que não havia nem rima ou razão para o que ocorria a não ser os caprichos de um Deus irado e vingativo.

Agora isto não lhes parece bobo?

Vocês evoluíram para além desse sistema de crença.

Quando vocês assumem as rédeas e aceitam seu papel de eu criador, vocês não precisam mais ter medo de nada.

Quando vocês são criadores conscientes, vocês podem encarar o futuro com uma expectativa alegre porque vocês conhecem as energias que têm emitido.

A vida é assustadora quando vocês a vivem ao acaso.

A vida é deliciosa quando vocês a vivem no propósito."

Arcanjo Gabriel

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Identificação com a criança ferida ... - (Sri Prem Baba)


"Se existe uma identificação com a criança ferida (não estando realizado, inevitavelmente existirá), haverá projeções, e em algum momento você será convidado para uma briga. A questão é aceitar ou não o convite. Se puder manter-se presente e desidentificado na hora em que o convite chega, mantendo o coração aberto, você poderá até mesmo brincar com a situação. Se puder olhar para isso de cima e compreender que se trata de uma identificação com o passado que ainda não foi reconhecida, compreendida e integrada, você pode dar força para o amor, fazendo com que ele cresça na relação. Mas, se você fica magoado pelo fato do outro achar que você está errado, inevitavelmente o seu coração se fecha e você tenta se vingar. Isso indica que você pode estar nessa relação por puro apego ou por medo de se separar. Você pode estar com medo de encarar a solidão.”

(Sri Prem Baba)

Ninguém morre antes da hora? - Parte I - (Carlos Toledo Rizzini; Fonte: Sociedade de Estudos Espíritas Allan Kardec)




"Para melhor compreendermos sobre as coisas que nos acontece enquanto encarnados vamos primeiro buscar entendimento sobre a Lei de Causa e Efeito (CARMA) e sua relação com Determinismo e Livre Arbítrio. A compreensão destes conceitos aliada ao de Carma é muito importante para o entendimento sobre mortes prematuras ou mortes antes do tempo.
CARMA, palavra muito usada dentro e fora do meio espírita, com certeza tem o seu conceito pouco compreendido. A abordagem que a Doutrina Espírita faz sobre Merecimento, Resgate e Reparação bem traduz a Lei do Carma.

O trecho seguinte foi extraído de artigo escrito por Rita Foelker:

... "Carma" é um termo muito usado e muito pouco compreendido.
A palavra carma não pertence propriamente à terminologia da Doutrina Espírita. Sua origem é o sânscrito, um antigo idioma da Índia.
Nas filosofias hindus, carma é definido como conjunto das ações de uma pessoa e suas conseqüências.
No meio espírita, por exemplo, ele viria substituir a expressão "conseqüências da lei de causa e efeito".
Mas de maneira geral, o carma só é entendido em seu aspecto negativo, o que é um grande equívoco...
Observação: O que diferencia CARMA da LEI DE CAUSA E EFEITO é AMOR, que na segunda, permite o resgaste pela dor ser substituído pelo resgate pelo AMOR.

Entendido o que é CARMA, vamos agora procurar entender o que significam Determinismo (destino) e Livre Arbítrio(escolhas). Para isso vamos nos basear em textos extraídos do livro “Evolução para o Terceiro Milênio”, de Carlos Toledo Rizzini.


DETERMINISMO E LIVRE ARBÍTRIO

Determinismo: é a doutrina que afirma serem todos os acontecimentos, inclusive vontades e escolhas humanas, causados por acontecimentos anteriores. O ser humano então seria destituído de liberdade de decidir e de influir nos fenômenos em que toma parte. O indivíduo faz exatamente aquilo que tinha de fazer e não poderia fazer outra coisa; a determinação de seus ates pertence à força de certas causas, externas e internas
É a principal base do conhecimento científico da Natureza, porque afirma a existência de relações fixas e necessárias entre os seres e fenômenos naturais. A chuva e o raio não surgem por acaso; a semente não germina sem razão, etc.; há sempre acontecimentos prévios que preparam outros: chove porque houve a evaporação, depois resfriamento e condensação do vapor; e assim por diante. Os mundos físico e biológico são, pois, regidos pelo determinismo - no nível macroscópico

Livre Arbítrio: doutrina oposta ao determinismo, que declara a vontade humana livre para tomar decisões e determinar suas ações. Diante de várias opções oferecidas por uma situação real, o homem, de forma racional, poderia escolher uma e agir livremente de acordo com a escolha feita (ou não agir se o quisesse). Exige, portanto, capacidade de discernir e liberdade interior.

O animal e o selvagem vêem as coisas em função da sua utilidade imediata na satisfação de instintos e impulsos primários; um pedaço de carne desperta interesse havendo fome para acalmar e só para esse fim. O civilizado, porém, percebe as coisas sob múltiplos aspectos; a carne poderia servir para alimentar a criação, ser examinada ao microscópio, dela fabricar-se ácidos aminados para a medicina usar, etc. Tem ele, conseqüentemente, de tornar urna decisão sobre a escolha a fazer. Podemos supô-lo livre para tanto, reconhecendo, contudo, que freqüentemente a condição mental do sujeito impõe restrições ao livre-arbítrio:

irreflexão (impulsividade), hábitos fixos, inércia, imitação, moda, etc. Todavia, essas limitações não chegam a cassar a liberdade por completo nem eliminam a responsabilidade dos atos. Por ter de dormir três horas todas as tardes ou beber, ele sofrerá diminuição da liberdade de decisão e ação, mas é o dono desses hábitos e, daí, o responsável pelas conseqüências do que fizer.
No mundo mental, emerge um novo fator, cujo desempenho é bastante imprevisível, chamado consciência ou faculdade de conhecer a si mesmo. Pelo visto, não é demais supor que o ser humano seja dotado, igualmente, de vontade livre em maior ou menor escala.

Percebemos que, no homem, existem os dois princípios de ação (determinismo e livre arbítrio). Como entender isso? Apelando para um princípio superior a eles. O princípio central da Lei de Deus que é a evolução.
Nos reinos animal e humano inferior prevalece o determinismo. O instinto dá o melhor sem o perigo da escolha malfeita e o selvagem age movido por impulsos semelhantes.
O livre-arbítrio é progressivo e relativo, evoluindo do determinismo físico à medida que a consciência (razão) se desenvolve. Crescendo a razão, aumenta a liberdade de decidir; os padrões fixos de comportamento cedem lugar à opção inteligente. Em suma, o livre-arbítrio é uma conquista evolutiva.

E, com ele, desponta um novo fator moral - responsabilidade ou necessidade de enfrentar as conseqüências dos atos praticados, que a Lei impõe a todos. Existem restrições externas no campo da atuação; o determinismo do mundo material interfere com a liberdade dos atos; ninguém pode impedir a neve de cair ou o vento de soprar, prendendo-o em casa e alterando programas traçados. Além disso, o apego às coisas materiais reduz a independência da ação do espírito.

Mas, em que sentido é livre o espírito humano? Percebemos nitidamente que em vários aspectos, não o é; que há inúmeros acontecimentos inevitáveis, razão do conceito de fatalidade, que devemos reformar.
A liberdade de decidir e agir existe antes da ação ser executada. Posta em movimento o agente prende-se aos efeitos das causas que gerou. Entra em cena a lei de causa e efeito, e da qual não é possível separar nitidamente as questões em pauta. Segue-se daí que a liberdade é condicionada, conforme conceitua Bozzano e que o livre-arbítrio é relativo - pois dependem do que se fez antes.

Gozamos, em graus diversos, de livre vontade e estamos presos ao determinismo. A liberdade reside no presente; podemos agir com independência por meio da faixa de consciente atual, que atende às necessidades da vida presente.
A determinação promana do passado culposo. As causas que geramos no passado pelas próprias ações constituem a área de determinismo, conservada em estado inconsciente.
Temos de reabsorver as conseqüências das más ações, o que a liberdade do presente garante porque, com ela, podemos emitir novos impulsos que venham corrigir os precedentes. Originando novas causas com o bem, hoje, é possível neutralizar as causas pretéritas do mal e reconquistar o equilíbrio.

Muitas situações são armadas contra a nossa vontade: as ações passadas constituem a faixa determinada do destino, da qual não há fuga. Mesmo nas piores condições, esclarece André Luiz (Ação e Reação), como uma prisão em cela, ainda vigora certa dose de liberdade de decidir, que poderá ser empregada para melhorar ou piorar a própria situação conforme o comportamento adotado; podemos sempre, na expiação, agravar ou atenuar nossa posição perante a Lei."

Determinismo e Livre Arbítrio (Artigo 1 de 5) - Carlos Toledo Rizzini – Evolução para o Terceiro Milênio - Edice
Fonte: Sociedade de Estudos Espíritas Allan Kardec

Praticar o bem ... - (Chico Xavier)


"A caridade é um exercício espiritual... Quem pratica o bem coloca em movimento as forças da alma."
(Chico Xavier)

Você é uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira?"


"Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira".
Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.
Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"...
é geralmente, para suprir uma necessidade que você demostrou.
Eles vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio,
ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente.
Eles poderão parecer como uma dádiva de Deus, e eles são!
Eles estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá.

Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente,
esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim.
Ás vezes, essas pessoas morrem.
Ás vezes, eles simplesmente se vão.
Às vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição.

O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas,
nossos desejos preenchidos e o trabalho deles, feitos.
As suas orações foram atendidas.
E agora é tempo de ir.


Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação",
é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender.
Eles trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir.
Eles poderão ensiná-lo algo que você nunca fez.
Eles, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer.
Acredite!
É real!
Mas somente por uma "Estação".


Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira:
coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida.
Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa,
e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida.
É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente.

Obrigado por ser parte da minha vida."

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Palestra: A missão de cada um - Para encontrar e realizar a missão de sua alma! - (Bruno J. Gimenes)


O seu compromisso: Uma mensagem para as mulheres! - (Mensagem de Luara; canalizada por Bruno J. Gimenes)



Existe um grupo de amparadores da espiritualidade que tem como objetivo estimular para que as mulheres despertem para o sentimento de que elas são uma peça chave no momento atual do planeta e que a força da sua energia essencial é o componente necessário para catalisar as mudanças necessárias para os anos vindouros.

Mulher, assuma equilibradamente o compromisso de ser canal das energias transformadoras da Terra!

Quando falamos de compromisso, logo vem em mente a ideia de algo que prende, que exige e que tira a liberdade. Pois saiba que não há maior sentimento de liberdade possível quando a pessoa encontra e realiza a missão da sua alma. Para a mulher, ancorar a sua energia essencial, a energia amorosa que ilumina o mundo, é a ação mais libertadora que pode existir, porque abrirá sua consciência para as verdades universais e não há nada mais libertador do que conhecer e viver a verdade.

Quando as mulheres, de forma inconsciente, se desviam das verdades divinas pela ação da ilusão das coisas mundanas, por consquência, mesmo que elas não tenham consciência, elas vivem da mentira ( no sentido do desvio da causa), portanto não são livres.

São as mulheres quem precisam começar esse movimento, e os homens são igualmente importantes no equilíbrio das energias do universo, todavia, neste instante da história da humanidade, a mulher é o maestro da orquestra. Os homens serão os músicos, mas as mulheres é que conduziram a humanidade nos caminhos da harmonia.

O seu papel de mulher nesse momento é acordar e definitivamente assumir seu compromisso de ser a sua essência viva e presente, carregada de bênçãos e luz. Mas para isso você mulher, precisa acordar para o que é realmente importante... Você precisa aprender a dar limites, equilibrar suas ações diárias, não sufocar-se pela rotina e não aceitar a pressão social que é tão alienada da essência divina. O seu corpo é a morada do seu templo sagrado, mas não é o próprio templo. Você não deverá se distrair tanto com as preocupações mundanas do corpo esteticamente perfeito, porque você já é perfeita dentro da vontade de Deus para com você. A imagem de corpo perfeito imposta pela mídia “passa longe” do corpo perfeito para as esferas divinas. Corpo perfeito é o corpo celestial perfeito! E para esse corpo, cirurgias plásticas, tratamentos cosméticos de alta tecnologia e malhação pesada não produzem mudanças profundas.

A humanidade sempre foi e sempre será dado o tempo necessário para que a evolução se processe ao seu tempo, porque o universo não dá grandes saltos, ele anda passo a passo. Mas agora, nesse período tão incrível para humanidade, é dada para a humanidade a chance de evoluir incrivelmente em pouco tempo, porque nos foi concedido o crédito de alçar grandes vôos, mas sem a energia do equilíbrio, sem a energia mantenedora e organizadora do universo, o caos será a consequência óbvia, portanto só poderemos avançar substancialmente com a força da energia essencial que a mulher ancora em seu estado desperto.

A mensagem é clara: mulher desperte! Mulher acorde! Mulher assuma seu compromisso! Mulher exerça a sua liderança! Mulher organize a sua vida, dê limites para os excessos! Seja independe em todos os aspectos!

Seu compromisso é com a sua verdade. Sua verdade é a sua essência, a força do amor, da energia equilibradora do universo. Esse é o seu compromisso!

Sinta no seu coração a força positiva de aceitar esse compromisso! Respire e veja uma luz verde flamejante dentro do seu coração. Sinta essa chama se expandir e liquidar a treva da mágoa, medo, insegurança e baixa estima. Respire fundo, medite, limpe-se da ilusão que lhe cerca. Convoque a força dos seres iluminados que estão empenhados em ajudar nessa transformação planetária, você não está sozinha. Você nunca estará sozinha, desde que confie nesse amparo.

Reze agora, convoque as forças de paz e amor. Sinta a energia essencial latente em seu coração, removendo as energias de medos e equívocos das suas existências. Você é um ser de amor em constante evolução e saiba que as energias mais sublimes do universo estão muito animadas em encontrar amparo no seu coração, na sua alma e em seus atos. Deixe sua antiga casca, transmute as ilusões pela confiança na força essencial, deixe a sua luz ficar mais forte e latente: sua mudança começou!



Mensagem de Luara recebida espiritualmente por Bruno J. Gimenes.

Vibre Amor - (Cristal Luz)



"Vocês estão sentindo o chamado?
Podem sentir a Terra se movimentando rumo às transformações anunciadas?
Podem perceber a movimentação dos anjos, e dos deuses, e dos guardiões?

Algo está acontecendo, muitos me dizem...
Esteja preparado para a grandeza deste momento!
O caminho se ramifica entre duas escolhas:
você quer ser quem ajuda ou quem será ajudado?
Já tomou sua decisão?

Este é o chamado para os trabalhadores, mesmo os de última hora.
Prepare-se. Qualifique-se.
Desprenda-se de qualquer rivalidade religiosa.
Existe um Criador Onipresente. Todos os outros avatares, estão sob seu comando. E nós, conforme nossa escolha religiosa, estamos sob o comando destas divindades.

Todos estão sendo chamados para o trabalho de socorro na transformação planetária.
Qual é seu dom? Potencialize esse dom.
Potencialize com AMOR.

Seja o que for que você faça, VIBRE AMOR.

Somente a vibração coletiva do nosso AMOR poderá criar o escudo de proteção que a Terra precisará neste momento.

Se não sabe o que fazer para ajudar o mundo... apenas AME.
E já estará fazendo muito!
O AMOR é a pura e verdadeira MAGIA DIVINA, ingrediente poderoso, sem o qual não há vitória.

Este é o chamado. O chamado do AMOR.
SEJA AMOR!
Cristal Luz"

"Nós estamos aqui para aprender a amar desinteressadamente..." - (Sri Prem Baba)



"Alguns vêem esse planeta como uma prisão. Pode ser verdade, mas eu prefiro ver como uma escola, um lugar destinado a iluminação da compreensão e do perdão. Nós estamos aqui para aprender a amar desinteressadamente. Isso é muito difícil de aprender porque são muitas as capas que encobrem a consciência amorosa. Essas capas são os condicionamentos mentais. Na verdade, aprender a amar é apenas uma metáfora porque, no mais profundo, você é o amor. Porém, em algum momento, você se esqueceu quem é. Você esqueceu a sua língua original; você deixou de falar a linguagem do êxtase. Você é um beija-flor que se esqueceu das flores.”

(Sri Prem Baba)

" Aprender o que é estar junto e não apenas próximo ..." - (Xamã Ererê)


"Cheguei a uma desconhecida aldeia. Fui acolhido com alegria e convidado a me acomodar ao redor da fogueira que ardia sob o céu estrelado. Inúmeros irmãos formavam um círculo em torno das chamas que aqueciam a fria noite. Pus-me entre um menino e uma bela índia. Não a havia notado, senão naquele momento. Para minha surpresa, cada membro do grupo expressava seus sentimentos para os demais. Estava encantado com aquele exemplo de liberdade. De olhos fechados, absorvia cada palavra. Não notei o tempo passar, senão quando um profundo silêncio se fez. Olhei em volta e percebi que todos me aguardavam. Desconcertado, voltei-me para onde estava a bela índia. Ela me sorriu em sinal de concordância. Encorajado e emocionado, pus-me de pé e confessei:
“De longe eu vim para aqui aprender o que é estar junto e não apenas próximo. Descobri aqui, no que me é desconhecido, mais do que encontrei em tudo de conhecido que vivi. Sinto gratidão e amor. Sempre acreditei que o Universo escutaria meu grito pela liberdade de Ser. Eu a conheci aqui; e só porque jamais desisti da busca. Prosseguir, sempre foi a minha conduta. Por isso, aqui cheguei. Deixem-me ficar. Pelo menos enquanto existirem fogueiras ardendo, estrelas no céu e a liberdade de Ser...”.
Todos sorriam para mim. Ouvi então a bela índia dizer:
“Fique...” "

(Xamã Ererê)
www.xamas.com.br

"Por que estou cansado de sexo?" - (Osho)


"Osho,
Por que estou cansado de sexo?

“Sandhan,
Sexo é cansativo. É por isto que eu lhes digo: não o evitem. A não ser que vocês conheçam a estupidez do sexo, não serão capazes de se livrar dele. A não ser que você conheça o completo desperdício que ele é, não será capaz de transcendê-lo.
É bom que você tenha começado a se sentir cansado. Isto é natural. Sexo simplesmente significa energia sendo gasta para baixo. A energia tem que se mover para cima, então ela é nutritiva.Então ela abre tesouros inesgotáveis dentro de você – ais dhammo sanantano. Mas se você continuar no sexo como um maníaco, logo você se verá completamente exaurido e desgastado.

Um casal recém casado foi às famosas Cataratas de Niágara para sua lua-de-mel. Assim que eles chegaram ao hotel, fizeram seu chek-in e por três dias não foram mais vistos, não pediram serviço de quarto nem outra coisa.
Depois de um tempo, o gerente começou a ficar preocupado e decidiu averiguar o que acontecia.
Ele bateu na porta e ouviu uma pequena corrida dentro do quarto. Em seguida, um homem descolorido, de cueca, abriu a porta.
‘Nós estávamos preocupados’, disse o gerente.
‘Bem, nós acabamos de nos casar’, respondeu o homem.
‘Eu compreendo’, disse o gerente, ‘mas aqui você tem uma das maiores maravilhas do mundo...’
Naquele instante, uma vozinha minúscula vinda do fundo do quarto interrompeu, ‘Se você mostrar aquilo para mim mais uma vez, eu me jogo pela janela.’

Você não entendeu! Três dias continuamente... A mulher estava a ponto de se jogar pela janela.
O homem consegue continuar vivendo estupidamente somente até um certo ponto. Além daquele ponto ele tem que se tornar consciente do que está fazendo consigo mesmo. Sandhan, a hora é esta. Existem muito mais coisas importantes na vida do que sexo. Sexo não é tudo. Ele é significante, mas não é tudo. Se permanecer enganchado nele, você perderá todas as glórias da vida.
E lembre-se, eu não sou contra o sexo. É por isto que meus ensinamentos se tornam um pouco contraditórios. Eu sou um paradoxo. Eu não sou contra o sexo, porque todos aqueles que são contra ele permanecem sexuais. Eu sou a favor do sexo, porque se você for fundo nele, você logo irá sair dele. Quanto mais conscientemente você entrar nele, mais cedo você irá sair dele. E o dia em que a pessoa sai totalmente do sexo, é um dia de grande bênção.
É bom que você esteja se sentindo cansado de sexo. Não vá agora a um médico em busca de alguma medicação. Isto não vai ajudar. Isto poderá apenas adiar o seu incômodo um pouco mais. Se você está se sentindo cansado, isto é uma simples demonstração de que você chegou ao ponto, de onde você pode saltar para fora dele.
Qual o sentido de permanecer no sexo se você está se sentindo cansado? Livre-se dele. E eu não estou dizendo para reprimi-lo. Quando você está sentindo muita energia para o sexo e você tenta escapar dele, o que acontece é repressão. Mas quando você está exaurido e cansado e vê a futilidade dele, você consegue deixá-lo sem repressão. E deixar o sexo sem repressão é estar livre dele.
Estar livre do sexo é uma grande experiência. A liberdade do sexo faz com que suas energias fiquem disponíveis para a meditação, para o samadhi.” "

" Procure seus "desaparecidos", resgate seus afetos... " - (Martha Medeiros)


"Desmediocrize sua vida. Procure seus "desaparecidos", resgate seus afetos. Aprenda com quem tiver algo a ensinar, e ensine algo àqueles que estão engessados em suas teses de certo e errado. Troque experiências, troque risadas, troque carícias. Não é preciso chegar num momento limite para se dar conta disso. O enfrentamento das pequenas mortes que nos acontecem em vida já é o empurrão necessário. Morremos um pouco todos os dias, e todos os dias devemos procurar um final bonito antes de partir."

(Martha Medeiros)

terça-feira, 28 de maio de 2013

O amor eterno do Chacra cardíaco - (Mestre Kuthumi; canalizada por Natalie Glasson)


'O AMOR ETERNO DO CHACRA CARDÍACO
Mestre Kuthumi; Mensagem canalizada através de Natalie Glasson, em 27 de Maio de 2013

"Um aspecto constante ao agir como uma ferramenta e um farol que recebe a luz na Terra é estar atento à necessidade da limpeza constante do chacra cardíaco. O chacra cardíaco é uma ferramenta que estimula todas as experiências na Terra; o nível de abertura do seu chacra cardíaco lhe permite perceber a sua realidade, o seu eu, o Criador e até mesmo o seu próprio processo de cura com vários níveis de compreensão. Quando o chacra cardíaco está aberto, então você é abundante em sua habilidade de aceitar e dar as vibrações, a sabedoria e a essência do Criador. A vibração da sua energia muda para uma frequência mais rápida e você é capaz de entrar em um estado de clareza em todo o seu ser, especialmente na mente. Com a abertura do chacra cardíaco pode parecer como se você estivesse se conectando com dimensões superiores e aspectos seus, pois você está recebendo uma corrente que está constantemente vibrando de você e do Criador, fluindo em todo o seu ser. A abertura do chacra cardíaco em qualquer grau, permite que aspectos seus mais elevados ancorem em sua encarnação.

Quando o chacra cardíaco está fechado ou se fechando, pode significar que o coração ou a mente se tornou focada na dor dentro do chacra cardíaco. Esta dor pode ter estado sempre presente ou pode ter surgido recentemente, devido a experiências, mas a mente pode se tornar obcecada pela dor, lembrando constantemente a todo o corpo da dor no coração. É como se o seu foco desejasse enviar a vibração da dor para todo o corpo, como se tornasse a vibração da dor. Entrar na vibração da dor desta maneira, pode parecer como se pudesse trazer uma cura, ou uma solução à dor, mas na realidade, permite que toda a sua vibração diminua e o seu coração se feche ou se proteja. Muitas vezes, quando a dor é experienciada no chacra cardíaco, o coração se fecha, assumindo a dor, ou até mesmo se tornando a dor; encontrar o amor no chacra cardíaco pode se tornar cada vez mais difícil, a menos que o foco da mente seja alterado. Lembre-se de que aquilo que você cria ou em que foca, você experiencia. Assim, se você se foca na dor, no chacra cardíaco, o chacra cardíaco parece incorporar a dor, por causa do seu foco.

Em muitos sentidos, você experiencia uma ilusão criada por si mesmo e pelo seu foco e você se permite entrar em uma realidade onde a dor é real e a dor que você foca em seu coração, torna-se a sua realidade. A verdade é que a dor é apenas uma mancha em um ambiente limpo e amoroso de amor. Seu coração está sempre cheio do amor do Criador. O amor está eternamente presente e não pode ser dissolvido pela dor ou pelo medo. Se você imaginar o seu chacra cardíaco como uma janela limpa, mas perceber uma mancha na janela, uma vez que note a mancha, ela se torna tudo o que você pode ver; a janela limpa não tem mais valor ou relevância, por causa desta mancha que está quase consumindo a sua atenção. Isto pode ser o mesmo para o chacra cardíaco.

É verdade que em seu chacra cardíaco você pode armazenar muita dor e muitos medos. De muitas maneiras você poderia imaginar o seu coração como um depósito onde você não somente se permite manter o amor do Criador e a sua alma, mas também você armazena energias, memórias e sabedoria, que percebe como valiosas. Algumas vezes, você armazena coisas em seu chacra cardíaco porque elas precisam estar ocultas, até que você esteja preparado para reconhecê-las ou lidar com elas. O seu chacra cardíaco não é somente um instrumento de amor para que você experiencie e expresse o amor do Criador, mas também é um espaço em que você armazena energias, memórias e sabedoria. Algumas vezes, os medos podem ser bloqueados em seu coração, agindo como ferramentas; eles surgirão no momento mais apropriado para ajudarem em uma cura e inspirá-lo com uma nova percepção sobre si mesmo. O chacra cardíaco é também uma ferramenta de ampliação e isto pode ser porque a dor mantida no coração pode ser tornar insuportável em seu ser e em sua mente. É importante lembrar que quando você experiencia a dor do chacra cardíaco, o amor está sempre e permanece presente em seu chacra cardíaco. Você tem uma escolha se deseja ou não reconhecer o amor. A presença do amor em seu chacra cardíaco pode permitir uma cura maravilhosa e rápida de qualquer dor que seja experienciada, mas a chave é permanecer atento à dor, além de desviar o seu foco do medo e colocá-lo na compreensão de que o seu chacra cardíaco é sempre abundante com amor.

Quando se sentir sozinho, com medo, triste ou com qualquer tipo de emoção, que leve a dor no chacra cardíaco a surgir, é importante lembrar que o amor ainda permanece em seu corpo, em seu ser e realidade. O amor é eterno em seu ser e apenas requer o seu foco, a fim de trazê-lo em primeiro plano, para que experiencie. Em momentos de angústia, você escolheu trazer a dor em primeiro plano para experienciar. Esta é a sua escolha e você tem sempre a oportunidade de mudar a sua escolha e escolher a experiência do amor, lembrando-se de que o amor está sempre presente em seu chacra cardíaco e pode ser manifestado em ondas para ajudar na cura profunda.

O chacra cardíaco tem também a capacidade de transmitir o eu superior ao seu ser e encarnação. Seu Eu Superior está constantemente transmitindo a sua energia e presença ao seu chacra cardíaco para sua maior compreensão e expressão. Seu Eu Superior pode ser explicado como o aspecto do Criador que é necessário para ser mesclado ao seu ser. Você mantem a sua alma em seu ser, que é a sua essência, a sua verdade e é um aspecto do Criador. Sua alma, em alguns aspectos, nunca pode estar completa, porque não há separação entre a sua alma, o seu grupo de almas e o Criador. Todos estes são aspectos ou vibrações mais rápidas do Criador. Quando você está aceitando o seu Eu Superior, está aceitando uma vibração mais rápida do Criador, que lhe servirá neste momento, assim pode ser um aspecto de sua alma, do seu grupo de alma ou do Criador, mas é um aspecto que mantém insights e percepções para ajudar em sua incorporação do Criador. Com esta compreensão, o seu chacra cardíaco está constantemente transmitindo, percebendo ou se sintonizando com o seu Eu Superior. É frequente que quando você busca orientação ou inspiração e invoca o seu Eu Superior, você está permitindo que uma parte de si mesmo, seja a sua alma, seu grupo de alma, o Criador, ou até mesmo um guia, avance e ofereça.

Estou ciente de que muitos experienciam confusão com rótulos como alma, grupo de alma, eu superior, Criador e assim por diante, mas isto me serviu enquanto em um corpo físico na Terra, para compreender o meu eu superior como o próximo estágio da integração com o Criador. É uma vibração que está constantemente evoluindo e aumentando em vibração, porque você está aceitando constantemente o seu eu superior, que é semelhante às partes do Criador. Seu Eu Superior é uma parte de si mesmo e do Criador, que está sempre lhe proporcionando tudo o que você precisa. É semelhante a uma ponte que lhe permite acessar facilmente tudo o que é o Criador, a fim de incorporar mais plenamente o Criador em seu ser. Sua alma poderia ser explicada como a essência do Criador que está ligada à encarnação; seu grupo de alma é a fonte da qual a sua alma se estende; seu Eu Superior é a ponte entre a sua alma e o seu grupo de alma. Todos estes aspectos, incluindo o seu corpo físico, são aspectos do Criador.

Você poderia desejar me pedir: “Mestre Kuthumi, manifeste-se e me seja útil, limpando o meu chacra cardíaco”. O amor que eu compartilho agora com você, enquanto existo diante de você, irá ajudá-lo, permitindo que o seu chacra cardíaco se expanda e se abra de forma apropriada. Permita-se respirar o amor que eu compartilho com você profundamente em seu centro cardíaco. Seu foco está em seu chacra cardíaco sendo aberto e se expandindo. Você pode desejar repetir:

“Meu chacra cardíaco está aberto e expansivo.”

Então, invoque a sua alma que está sintonizada e pode ser expressa através do seu chacra cardíaco para que avance e limpe o seu chacra cardíaco de todas as energias desnecessárias. Peça a sua alma que limpe também a sua mente de todos os focos desnecessários no chacra cardíaco. Imagine a luz de sua alma lavando e purificando o seu chacra cardíaco ou o espaço de amor em seu ser.

Permita que o amor flua do seu chacra cardíaco, enviando-o ao seu ambiente para se concentrar no fluxo de amor e no amplo amor que você mantem em seu ser.

Diga:

“Meu chacra cardíaco está sintonizado com o meu Eu Superior. Permito que a vibração do meu Eu Superior flua em meu chacra cardíaco e através dele. Meu chacra cardíaco é uma expressão do meu Eu Superior.”

Permita-se experienciar esta integração.

“Eu me permito reconhecer qualquer dor em meu chacra cardíaco se e quando ela precisar ser liberada e inspirar ainda mais o meu crescimento. Compreendo que eu não preciso permitir que a dor consuma completamente o meu chacra cardíaco, mas que eu posso observar a dor enquanto me lembro de que o meu coração está cheio de amor eternamente. É a minha percepção do meu eterno amor que me permite limpar, perceber e curar constantemente o meu chacra cardíaco, permitindo a expressão maior do meu Eu Superior.”

Permita tempo para experienciar, observar e integrar.

Que o seu chacra cardíaco seja a sua maior alegria.

Mestre Kuthumi"





www.omna.org
Tradução: Regina Drumond
http://anjodeluz.ning.com/profiles/blog/show?id=867289%3ABlogPost%3A3327447&xgs=1&xg_source=msg_share_post

Tudo está perfeito do jeito que está - (Robert Adams)


"Não existem erros, nada errado em qualquer lugar. Somente aparenta estar errado para você, logo, você deve reavaliar seus conceitos sobre a realidade.

"Porque isso parece errado para mim?", você diz a si mesmo.É porque as coisas não estão acontecendo como deveriam acontecer. Ou seja, as coisas não estão acontecendo como você pensa que deveriam acontecer. Em outras palavras, o mundo não está girando da maneira que você gostaria que estivesse. Então, você fica aborrecido, se torna raivoso, agressivo, você fica louco, fica deprimido, Mas, novamente realize que tudo é Consciência, e no mesmo instante você associa que tudo está perfeito do jeito que está.
Então, você diz a si mesmo: "Mesmo que não compreenda isso, é perfeito e bom." Ao fazer essa declaração,por perceber esta grandeza na declaração que você faz, você será colocado de volta em uma harmoniosa caminhada e tudo será resolvido em sua vida. Isso é verdade!"

http://anjodeluz.ning.com/profiles/blog/show?id=867289%3ABlogPost%3A3328164&xgs=1&xg_source=msg_share_post

" Se você ama ..." - (Osho)


Por que estamos confusos e inquietos? - (Flavio Bastos)


" "No meio da confusão encontre a simplicidade. A partir da discórdia, encontre a harmonia. No meio da dificuldade reside a oportunidade". (Albert Einstein).

O alvorecer do terceiro milênio envolve o planeta Terra com o seu manto de luz. Energia renovadora que começa, lentamente, a alterar a realidade de um mundo de Provas e Expiações para um mundo de Regeneração Espiritual.

No entanto, este lento processo não ocorre aleatoriamente, como se o homem não fosse um agente desta mudança, ou seja, importante peça no mecanismo de alteração consciencial programada para a humanidade terrena.

Se tudo é energia, é natural que a fase de transição que experenciamos neste momento, esteja agindo sobre o indivíduo no sentido de pressioná-lo a se adequar às exigências de um modus-vivendi inédito para o homem e o seu planeta.

Neste sentido, a Nova Era ou Era da Luz, sutilmente exerce a sua pressão sobre a população da Terra. E como toda mudança exige um tempo de adaptação a uma nova situação, o homem manifesta os sintomas da transição energética que atinge um número incalculável de pessoas, que são os sintomas de efeito psicofísicos como confusão mental, insatisfação, irritabilidade, revolta, perplexidade, dor de cabeça, taquicardia, dores de difícil diagnóstico, angústia, ansiedade e preocupação exagerada, entre outros.

Por outro lado, sentimentos antagônicos que marcam presença nas relações interpessoais, como mágoa e gratidão, rejeição e acolhimento, ou justiça e injustiça.

Ingredientes psicofísicos e emocionais de uma "receita" que prepara o homem do terceiro milênio para a prática de valores éticos a serem aplicados na construção de uma nova sociedade mundial. Processo que levará o indivíduo a encontrar a saída da crise ético-moral que intefere na sua caminhada evolutiva.

Portanto, a confusão ou a inquietação que experienciamos, nada mais é que o resultado de nossos questionamentos e reflexões atuais a respeito do mal que reside em nós mesmos, e que tem se mulltiplicado e mostrado as suas faces durante os milênios de existência da humanidade.

Nesta direção, a Era da Sensibilidade exerce pressão sobre o homem no sentido de estimulá-lo a depurar a densa energia que ele próprio acumulou na sua longa jornada sobre a face da Terra.

Na mesma direção, a Era de Cristal estimula o indivíduo dotado de inteligência, a rever conceitos, valores e crenças. A transparecer a sua alma como identidade de seu verdadeiro eu. Essência perdida no labirinto dos tempos e sufocada pelas exigências de um ego centralizador.

O homem encontra-se confuso e inquieto porque sente-se pressionado a reagir a um "estado de coisas" gerado pelo comodismo. Condicionamentos atrelados a um modelo comportamental alienado de sua essência. E como "água não muda para o vinho", conforme informa-nos o dito popular, o processo que se inicia exige dos humanos da Terra, a percepção apurada para que o indivíduo, aos poucos, aproprie-se do conhecimento que as mudanças proporcionarão à sociedade terrena.

Vivenciamos, portanto, o início de uma nova era para a humanidade. Mudanças que alterarão o curso da história, na qual a consciência será ampliada para que o homem perceba o verdadeiro significado da vida em uma sociedade cuja meta é a promoção do bem comum e do bem estar entre as pessoas.

Nesta lógica, a experiência tem mostrado ao homem que toda mudança mexe com comodismos e condicionamentos. Isto é, provoca dúvidas, inquietações, renúncias, escolhas e somatizações pelo corpo físico. É justamente o que estamos experenciando de uma forma global, à medida que a fase de transição energética acontece em todos os cantos do planeta Terra. E o homem, ao sentir-se pressionado a acompanhar a alteração energética de seu mundo, sente os efeitos desta pressão nos campos mental, emocional, físico e espiritual. É o "ônus" de quem passa pela atual fase transitória do planeta.

Contudo, apesar do homem sertir-se confuso e até mesmo perdido num labirinto repleto de indagações a respeito de seu futuro, esta inédita experiência, baseada em sintomas e sensações, terá prazo de validade vencido quando ele atingir um melhor nível de lucidez como decorrência de sua escolhas em prol do bem comum, o que levará um considerável tempo terreno para que a humanidade alcance este patamar evolutivo.

Tal processo exigirá do homem uma seleção natural baseada na lei universal do progresso, que nos orienta sobre a união e separação de espíritos pelo critério de afinidade vibratória. Realidade que exige do indivíduo, que vivencia este momento, um esforço no sentido de apurar a percepção de si mesmo inserido em um megacontexto de significativas mudanças para o seu mundo."


* Flavio Bastos - é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=34581#.UaS2mSPfUGk.facebook

"Pai Celestial & Mãe Divina, ..." - (Oração)



"Pai Celestial & Mãe Divina,
louvamos ao dia que chega trazendo criatividade,
louvamos a noite que acalma a mente.
Reconhecemos e respeitamos o Amor como a Lei Fundamental do Universo e da Vida,
o Bem como o único caminho digno para o Ser,
e a Paz como o veículo deste caminho.
Amém."

Êxito de uma convivência ... - (Xamã Sherotáia Kê Takoshem)



“Ainda jovem, eu imaginava que um convívio seria harmonioso quando a outra pessoa se amoldasse às minhas ideias e, da mesma forma, quando às dela eu me ajustasse. Hoje, não aceito que essa mútua acomodação, quem sabe até abdicação, possa forjar um saudável relacionamento. Percebo o êxito de uma convivência quando cada um preserva as suas ideias, sem mutilação, com entusiasmo pelos benefícios das possíveis diferenças e até mesmo pelos novos conceitos que a relação faz aproximar. Jovem, imaginava ainda que para eu experimentar uma recompensadora convivência seria necessário dela extrair o melhor proveito. Embora inconscientemente, eu me empenhava obstinadamente para isso. O tempo me ensinou que para eu tirar da relação o melhor para mim, nela eu devo colocar o melhor de mim... Coisas simples como essa desfizeram, em mim, a noção da complexidade das relações...”

(Xamã Sherotáia Kê Takoshem)

www.xamas.com.br

domingo, 26 de maio de 2013

Se tudo pode acontecer- Arnaldo Antunes (Ao vivo no estúdio 2007)




Se Tudo Pode Acontecer
(Arnaldo Antunes)

"Se tudo pode acontecer
Se pode acontecer qualquer coisa
Um deserto florescer
Uma nuvem cheia não chover

Pode alguém aparecer
E acontecer de ser você
Um cometa vir ao chão
Um relâmpago na escuridão

E a gente caminhando de mão dada de qualquer maneira
Eu quero que esse momento dure a vida inteira
E além da vida ainda de manhã no outro dia
Se for eu e você
Se assim acontecer. . .

Se tudo pode acontecer
Se pode acontecer qualquer coisa
Um deserto florescer
Uma nuvem cheia não chover

Pode alguém aparecer
E acontecer de ser você
Um cometa vir ao chão
Um relâmpago na escuridão

E a gente caminhando de mão dada de qualquer maneira
Eu quero que esse momento dure a vida inteira
E além da vida ainda de manhã no outro dia
Se for eu e você
Se assim acontecer. . ."

Fé verdadeira - (Professor Hermógenes)


“Envolvidos por uma situação de estresse violento, de desafio alarmante, assaltados pela dor em forma de doença, pelo desemprego, desconforto, quando imersos numa crise que ultrapassa nossas esperanças de solução, é imperioso mobilizar todos nossos talentos, poderes, possibilidades, nossas reservas, para tentar uma saída, uma superação. Depois disso, se ainda nos vemos submetidos, manietados, derrotados, extenuados, vencidos, condenados… que resta fazer?
Para fazer face á situações assim, que me convencem de minha impotência, tenho aplicado, com vitória, uma estratégia que minha longa existência me fez aprender: entrego o problema ou entrego a mim mesmo, confiando na providência divina e, portanto, predisposto a aceitar o que vier como resposta, e, numa prova de amor e fé, agradeço a Deus, antecipadamente, pela resposta que Ele achar melhor, seja qual for. Entrego, confio, aceito e agradeço!
A entrega não chega a ser verdadeira se desejamos uma determinada resposta. Se nos entregarmos totalmente, de imediato a paz nos acaricia. Aí, naturalmente deixamos a batalha com Deus, que tudo pode, para que ele batalhe por nós. O alívio é imediato. Estar entregue a Deus é a mais perfeita condição de ahimsa, de brandura, de sábia imobilidade e, por isso mesmo, a mais eficaz.
Suponho que Deus, que sempre nos quer vivos, sadios, felizes, vitoriosos, se sente homenageado quando Lhe damos a chance de nos socorrer. Ele, que sempre deseja nossa fiel e incondicional confiança, aproveita a entrega e põe a nosso favor Sua onisciência, onipresença, onipotência, e é só o que nos salva. Enquanto, apavorados, estressados, nos debatemos em gestos inócuos, desesperados, imprecisos, violentos e agoniados, ele não encontra condições de assumir nossa batalha; não tem como atuar.
Ter fé em que Deus nos dará isso ou nos livrará daquilo é o que mais se vê. E achamos que agir assim é ter fé. Não é. A verdadeira fé consiste em calar para que Ele fale, em nos render ao que Ele quiser fazer de nós e por nós. Entenda este “seja feita a Vossa vontade” como wuwey, brandura, ahimsa, não-violência, saranagathi.
Se você quiser dar uma chance a Deus para que Ele ganhe a batalha, para que o salve, cure, liberte, ilumine, pacifique, o que tem a fazer é precisamente oferecer-Lhe sua quietude, sua brandura, sua não-violência. Se continuar afobado, como pode Deus atuar?”
(Professor Hermógenes)

"Falo do amor ..." - (Mozart)



"Falo do amor ao despertar, falo do amor quando sonho, com as flores, com os campos, as fontes, os ecos, o ar, os ventos, e se não houver alguém que me escute, falo deste amor comigo mesmo."
(Wolfgang Amadeus Mozart)

sábado, 25 de maio de 2013

Intuição - (Alexandra Solnado)


"O homem tem capacidades intuitivas extraordinárias. Consegue intuir a hora das coisas, mesmo ainda antes do gelo estalar sob os seus pés. Mesmo antes de algo acontecer, o ser humano é capaz de intuir que chegou a hora. E é assim há milhares de anos.

Mas o homem julga. O homem escolhe acreditar que não é capaz, e mesmo que seja capaz, que a intuição não é boa coisa. Por isso tapa. Por isso bloqueia. O homem bloqueia a sua capacidade mais magnânima. A sua capacidade de andar antes do tempo e de cuidar para que tudo possa acontecer como tem de acontecer, pelo simples facto de ele ter intuído.


O homem tem a tendência para bloquear não só essa, mas quase todas as suas capacidades. «Eu não sou capaz.» «Eu não mereço.» «Isto é bom demais para mim.» São frases que, ditas milhares de vezes, arriscam-se a tornar-se realidade.

Acredita na tua intuição. Ela é poderosa e transmutadora. Podes não acreditar em mais nada, mas acredita na tua intuição. Ela pode não mudar o mundo, mas com certeza mudará o teu mundo. E isso já é mais do que suficiente."



JESUS - O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde, de Alexandra Solnado.

"A fé remove montanhas como já sabemos, e o medo é uma delas ..." - (Mensagem recebida pelo Grupo de Estudos da Psicografia da Fraternidade Francisco de Assis)



"A fé remove montanhas como já sabemos, e o medo é uma delas.
O medo é um grande adversário da evolução.
O medo nos impede de realizarmos grandes coisas.
A paz não existe no coração de quem tem o medo, o indivíduo com medo não descansa, está sempre assustado e preso nele.

Quem tem fé não teme a nada, é confiante e seguro.
É pelo grau de confiança que se mede a fé que temos.
Medo é falta de fé.
Fiquem em paz.
De um amigo aos amigos da Fraternidade."


(Mensagem recebida pelo Grupo de Estudos da Psicografia da Fraternidade Francisco de Assis)

"Quando somos honestos sobre nossas limitações e fraquezas ..." - (Brahma Kumaris)


"Quando somos honestos sobre nossas limitações e fraquezas, isso faz com que os outros e mesmo Deus nos ajudem no que nos falta. É por isso que a rosa está sempre sorrindo, ela não tenta esconder os espinhos. Os espinhos são tão honestamente visíveis que ainda assim as pessoas querem colher a rosa pela sua fragrância. Deus fica satisfeito com um coração honesto. Por isso Ele sempre mostra como remover os espinhos e alcançar o destino da verdade."

Mensagem 2 do Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez - O que é a fé? - (Canalizada no 'Templo Espiritual Maria Santíssima)


Mensagem do Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez - (Canalizado no 'Templo Espiritual Maria Santíssima')


sexta-feira, 24 de maio de 2013

"Isso também passa" - (Chico Xavier)


"Chico Xavier costumava ter em cima de sua cama uma placa escrita:

"ISSO TAMBÉM PASSA".

Aí perguntaram para ele o porquê disso.

E ele disse que era para se lembrar que quando estivesse passando por momentos difíceis, poder se lembrar de que eles iriam embora. Que iriam passar. E que ele teria que passar por aquilo por algum motivo.

Mas essa placa também era para lembrá-lo que quando estivesse muito feliz, não deixar tudo para trás e se deixar levar, porque esses momentos também iriam passar e momentos difíceis também viriam de novo.

E é exatamente disso que a vida é feita: "MOMENTOS". Momentos os quais temos que passar, sendo bons ou não, para o nosso próprio aprendizado.

Por algum motivo nunca esquecendo do mais importante: NADA É POR ACASO.
Absolutamente nada. Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte, da melhor forma possível.

A vida nem sempre segue o nosso querer, mas ela é perfeita naquilo que tem que ser."

Gratidão e Prosperidade - (Andre Lima)



"Gratidão é o sentimento mais poderoso para atrair abundância. Quanto mais satisfeitos nos sentimos com aquilo que temos no presente momento, mais facilmente a vida se desenrola e conquistamos mais. O estado de gratidão é livre de negatividade. E quando estamos em paz a criatividade aumenta, surgem ideias e soluções. Assim, produzimos mais e de forma rápida e prática. Além de nos ajudar a pensar e agir melhor, a gratidão também atrai situações benéficas.

Você prefere dar algo para alguém que sempre reclama do que recebe ou demonstra indiferença, ou para uma pessoa que demonstra profunda gratidão? Certamente, é muito mais prazeroso fazer algo por quem se sente grato. Temos vontade de fazer ainda mais. A vida, o universo, respondem da mesma forma. O mundo faz mais por nós quando somos gratos pelo que já temos e pelo que estamos recebemos no momento.

O contrário da gratidão é a lamúria, a insatisfação. Muitos vivem nesse estado constante de queixa com sua atual realidade. Desejam ter algo melhor, e não há nada errado com isso. Entretanto, as emoções negativas geradas pela insatisfação levam ao bloqueio da criatividade e processos de autossabotagem inconsciente. A tendência é a estagnação. Pior ainda, existem pessoas que geram tanta negatividade com sua insatisfação que acabam perdendo o que tem.

Existe a crença de que precisamos ficar insatisfeitos para ir em busca de algo melhor. Algumas pessoas realmente conseguem se mexer para ter uma vida mais confortável a partir do sofrimento gerado pela situação atual. Elas desejam mudar as condições da sua vida externa para que se tornem mais felizes por dentro. Ficam presas na ilusão de que mudar a vida exterior é a solução para a sua insatisfação.

Momentaneamente, assim que conseguimos um objetivo, surge uma sensação de bem-estar e prazer que temporariamente vai encobrir a nossa insatisfação com a vida. Só que, em questão dias ou meses, esse prazer vai embora, e estaremos novamente em contato com a nossa inquietação interior.

Isso acontece até mesmo com pessoas que ganham grande prêmios de loteria. Por um tempo, seus níveis de alegria e felicidade aumentam. Mas é apenas uma fase de euforia. Depois, elas voltam a ter os mesmos níveis de felicidade que tinham antes de ganhar o prêmio. Se eram infelizes e tristes, voltam a ser exatamente como eram. E, as vezes, sentem um vazio ainda maior. Elas achavam que seus problemas haviam acabo, mas perceberam que não. Sentem-se sem saída. Quem já era feliz, curte a euforia passageira, mas não sente a queda quando ela vai embora.

O mesmo mecanismo acontece, em menor escala, quando compramos um apartamento, um carro novo, ou compramos uma roupa. Surge aquela euforia momentânea, depois voltamos ao nosso estado de sempre.

Assim, pessoas que guardam muitas insatisfações buscam sempre ter mais, realizar mais para novamente sentir euforia e aliviar suas frustrações. Funciona exatamente como um vício. Depois que a sensação eufórica passa, vem os sintomas da abstinência, que nada mais é do que contato com a própria infelicidade. Surge o impulso de buscar mais coisas que vão temporariamente trazer alegria. Quem sente gratidão pelo que já tem hoje é mais feliz e aproveita de uma forma mais saudável as novas conquistas da vida.

Na minha experiência de vida pessoal, percebo que, quanto melhor estou, mais produtivo eu fico. E isso se reflete em novas ideias, projetos e um consequente crescimento financeiro e profissional. Em uma determinada época em que eu sentia muita insatisfação com a vida, enfrentei a pior fase. Nada dava certo. Foi preciso me curar interiormente para que a vida exterior melhorasse.

É assim que ajudo as pessoas que me procuram como terapeuta. Utilizo os meus conhecimentos e a *EFT (técnica para autolimpeza emocional, veja como receber um manual gratuito no final do artigo) para que elas possas atingir um estado de paz, satisfação e gratidão pela suas vidas, independente das condições externas que estão vivendo. Através dessa mudança interior, mudam os pensamentos e as ações de uma forma espontânea. A realidade externa muda como uma consequência natural: melhora dos relacionamentos, crescimento profissional etc..

Pratique a EFT para eliminar os sentimentos de insatisfação seja com o que for. Isso por si só faz aumentar os níveis de gratidão pela vida. E, ao longo do dia, procure praticar a gratidão por tudo que você tem, desde as pequenas coisas até as maiores: a cama, o computador que permite você ter acesso a tantas coisas boas, a água para beber e tomar banho, a comida, as roupas, a casa, a energia elétrica, as pessoas que fazem parte da sua vida...

Faça uma "lista de gratidão". Liste pelo menos trinta coisas ou razões que você tem para se sentir grato. Leia todos os dias procurando sentir a gratidão. Quanto mais praticar, mais sentirá satisfação com sua vida. Para muitos, esse exercício promoverá mudanças profundas.

Nada melhor do que eu mesmo dar o exemplo, e exercitar agora a gratidão. Agradeço a você, que lê o que escrevo. Agradeço as pessoas que entram em contato com perguntas, depoimentos, comentários, críticas... Agradeço a todos que já baixaram o manual gratuito da EFT e vem praticando e espalhando esse conhecimento. Agradeço a todos os que se cadastraram no meu site (mais de 80.000 pessoas até agora, em 14.05.2013). Agradeço a todos que participaram das aulas e palestras gratuitas ministradas online (estimo que mais de 10.000 pessoas). Agradeço também as mais de 6000 pessoas que já participaram dos cursos de EFT presenciais ou online ou que já adquiriram algum material meu, o que é fundamental para a manutenção, crescimento e continuidade deste trabalho! Finalmente, agradeço imensamente à parceria do STUM que vem há anos publicando meus textos!"

      






* - André Lima - EFT Practitioner. 

EFT - Emotional Freedom Techniques - É a autoacupuntura emocional sem agulhas. Ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse:
http://www.eftbr.com.br/manual-gratuito.asp e baixe o seu manual.

http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=34633

"Esta é a minha religião ..." - (Dalai Lama; Fonte: FB - Baú da Vida)

 



sábado, 18 de maio de 2013

Namastê - (FB - HealthAndYoga)


"O passado não tem poder sobre o momento presente ..." - (Eckhart Tolle)


"O passado não tem poder sobre o momento presente.
Você não pode encontrar-se, indo para o passado.
Você pode encontrar a si mesmo, vindo para o presente. Perceba profundamente que o momento presente é tudo o que você tem. Faça do agora o foco principal da sua vida."

" Você recebe da vida ..." - (Desconheço o autor)


“Você recebe da vida as coisas, as pessoas, sentimentos, pensamentos, palavras, atitudes e tudo que coloca sob sua atenção durante todo o dia”


 

"A compaixão torna-se real ..." - (Pema Chodron)


A humanidade ... - (Amma)


sexta-feira, 17 de maio de 2013

A vida quis assim - (Oswaldo Montenegro)




A vida quis assim
(Oswaldo Montenegro)
"Me fale das andanças ex amor
Dos melhores momentos que passou
Me fale que vou te falar dos meus
Eu tenho todo tempo pra ouvir
Os melhores momentos que eu vivi
São todos que passei ao lado teu.
Mas se você quiser não vou lembrar,
Pra não te constranger
Me ver chorar
A gente fala então do que virá
Eu tenho toda vida pela frente
E vou viver da forma mais urgente
Quem sabe um dia eu pare de te amar.
E mesmo que isso possa acontecer
Eu vou sentir saudade de você
Que culpa pode ter o coração
Que pena que a vida quis assim
Você viver feliz longe de mim
A dor rindo da minha solidão...

Se alguém vier pedir o meu conselho
A gente não aprende no espelho
A gente vive e sofre pra aprender
Cada amor é tanto e diferente
A vida insiste em dar esse presente
Comece o dia amando mais você!

E mesmo que isso possa acontecer e
Eu vou sentir saudade de você
Que culpa pode ter o coração
Que pena que a vida quis assim
Você viver feliz linge de mim
A dor rindo da minha solidão

Se alguém vier pedir o meu conselho
A gente não aprende no espelho
A gente vive e sofre pra aprender
E cada amor é tanto e diferente
A vida insiste em dar esse presente
Começe o dia amando mais você!"

Palavras de Poder - (Léo Artése)


O PODER DA PALAVRA

"No xamanismo aprendi que antes de se praticar o uso da palavra, é necessário conferir poder à sua palavra. Antigamente eu acreditava que bastava utilizar palavras de efeito positivo para que pudéssemos alcançar efeitos positivos. Sem dúvida, palavras positivas atraem vibrações positivas. Porém, só existe um meio de você carregar suas palavras de poder, para extrair delas seu potencial mágico, é torná-la sagrada, é colocá-la na pratica da verdade. É purificá-la.

A mentira é UM FATOR que diminue o poder da palavra. Quando uma pessoa mente, e você descobre, a palavra da mesma não vai mais surtir efeito para você, por mais lindas e poéticas que elas sejam. A palavra tem que ser acompanhada da conduta. Cada vez que se usa a palavra para mentir, reduz o poder da palavra. Mesmo quando a mentira não servirá para magoar alguém, ou como costumamos dizer : apenas uma mentirinha sem importância. Não se iluda ! A escolha é sua, você estará enfraquecendo as vibrações de sua palavra. Quando usa-se a palavra para blasfemar, para julgar o próximo, para ironizar pessoas ou situações, damos mau uso à palavra e a palavra perde o poder.

Quando alguém dá a sua palavra, e não cumpre, mesmo que seja apenas não estar presente em uma data ou local combinado, no cumprimento de prazos, mesmo que seja por esquecimento, enfraquece a palavra. O mesmo acontece com as palavras de baixo calão.

Quando você pronuncia uma palavra, principalmente com emoção, emite uma energia ao Universo. Como toda a energia tem movimento, e como tudo o que você emite ao Universo, acaba voltando ao mesmo ponto, o padrão de vibração que vai, vem trazendo na volta, vibrações semelhantes para quem as emitiu, como um bumerangue.

A história é além disso ainda!

Veja como são fortes os mantras, como é forte a invocação em sânscrito ou latim! São fortes até porque não são utilizadas atualmente, a não ser para preces. A palavra tem uma singeleza e uma sutileza. Você percebe o grau de um ser, de acordo como se expressa. Os estudiosos afirmam que os anjos falam metafóricamente, como se fosse a PNL (programação neuro-linguística). Jesus Cristo falava por parábolas, os Mestres ensinavam através dos contos, usavam apalavra com maestria. Perceba como são lindos os Decretos da Fraternidade Branca !

Reflita então, que tipo de entidade usaria termos chulos, agressivos, desafiadores ?

As entidades de luz falam sem emoção, são serenas, não sentem raiva, pois compreendem a existência humana, não brigam, mas mostram o caminho. Agora, não é para a compreensão de todos ! E não foi sempre assim ? Para a minoria ?

Assim se expressam os mestres xamânicos, poeticamente!

Seus ensinamentos são expressos, abrindo o livro da Natureza. Uma verdade que se enconde debaixo de cada pedra, de cada folha. A Sabedoria ancestral, fruto da obsevação da vida do homem na Terra, passado de pai para filho, cruzando as eras, formando uma rede de poder, que podemos chamar de egrégora. Das canções de poder, hinos, mantras, kyrtans, gregorianos, pontos, etc. Passa pelo intelecto, mas não pára nele, é maior.

Toda o caminho, que necessita usar muitos fundamentos para explicar o "por quê" das coisas, vira uma filosofia, e não uma re-ligação. A espiritualidade não privilegia doutorados. Inclui pessoas simples e não exclui ninguém. Ela não necessita tanto da lógica para obter compreensão. Os nativos norte americanos cultuam o "Grande Mistério", Eles sabem que é a fonte e a origem de tudo o que é vivo. Usam mais parte do seu tempo para amar e respeitar.

Para aqueles quem têm uma ligação mental, intelectual com a espiritualidade, a palavra tem que ser muito bem traduzida, mais do que sentida. O nativo sente mais do que pensa. É um nível mais sutil de compreensão.

Foi descoberta uma tumba no Egito, com mais de 3.000 anos, com a seguinte inscrição: " Torna-te pois, um artista da fala. E assim terás domínio sobre os demais.

Lembram-se da "palavra mágica" dos contos infantís ?

A palavra também é amoral. É um poder que pode tanto ser usado para "bendizer", como para "maldizer". Vejam o exemplo de Hitler, que resgatou a auto-estima de uma nação, jogando-a contra o mundo. E tudo através de suas palavras, de seus decretos. A mídia, o que não faz com as palavras ? Incita ao consumismo !

Observem a quantidade de seitas que se espalharam pelo Planeta. Até na internet !!! Recordam aquele grupo que se suicidou na passsagem do Haley ? Usam a palavra tocando um ponto fraco, o Ego : Você é o escolhido ! Você é muito importante para nós ! Sua missão irá salvar o Planeta ! E quando tocam pessoas com carência e predisposição para tal, dá-se o deslumbramento, o encanto, a adesão. O terror usa isso, persuadindo suicidas, de que este estão prestando um serviço para Deus, e que, depois, serão recompensados do outro lado.

Vejam que efeito a palavra faz, quando sua origem é credenciada a uma Divindade ?!

O poder é atribuido à palavra de acordo com o remetente ! Hoje é crescente o número de sensitivos que canalizam mensagens . É muito tênue o fio que separa o fenômeno da canalização, da inspiração de uma personalidade humana.

O valor da tradição, está acima da compreensão humana. Sua origem é espiritual. Condenar uma oração, é julgar sobre o poder de quem a recebeu. Seja de que origem for, junto com ela vem um poder, um poder magnético. Veja se algum yoguim muda um mantra ? Ou seja, uma prece é uma fórmula.

Rudolf Steiner escreveu que o Pai Nosso, terá seu significado mesmo após decorridos milhares de anos. Quem reza o Pai Nosso sente seu efeito mesmo sem ouvir explicações sobre ele. Está no coletivo.

Jesus resumiu toda a lei e os profetas numa única palavra: AMOR. Amar é a mais perfeita de todas as preces e orações.

Uma das formas de carregar nossas palavras com "Poder de Verdade" e um verdadeiro teste, é quando se dirige a palavra às pessoas mais próximas. Se você usa palavras para depreciar, intimidar, ofender, caluniar, agredir, chantagear, etc, às pessoas de seu próprio convívio, não saiu do primário, ainda está no início do ABC. Você irá sentir suas palavras carregadas de iluminação, quando elas ajudarem as pessoas no seu processo de crescimento, sem destruir a auto-estima.

Isso é um dos grandes desafios da Nova Era - A Comunicação.

Lembrando : " Com o Verbo se fez a carne ...

O Estudo da palavra é muito profundo ! Mais ainda do que eu possa com "palavras" expressar.

Sejamos pois, vigilantes das palavras que emitimos, compreendendo que, quando a palavra vale menos do que o silêncio, é preferível calar-se. E se cada palavra emitida é uma energia, quanto menos falarmos desnecessariamente, mais energia, mais poder, teremos ao pronunciá-la, compreendendo a sabedoria que também pode vir com o silêncio.

A partir deste estudo, então, estaremos prontos para utilizar palavras sagradas, em todo o seu potencial.


Amor - Paz e Luz"
http://www.xamanismo.com.br/Poder/SubPoder1192243899





"Seja humilde e permanecerá íntegro ..." - (Lao Tzu)


"Seja humilde e permanecerá íntegro
Curve-se e permanecerá ereto
Esvazie-se e permanecerá repleto
Gaste-se e permanecerá novo.
O sábio não se exibe e por isso brilha.
Ele não se faz notar e por isso é notado.
Ele não se elogia e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo,
ninguém no mundo pode competir com ele."
(Lao Tzu)

Olhe as coisas de um jeito diferente ... - (Osho)


"A felicidade é um susto ..." - (Pe Fábio de Melo)


"A felicidade é um susto.
Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas.
Chega sem chegar, insinua mais que propõe...
Felicidade é animal arisco.
Tem que ser admirada à distância porque não aceita a jaula que preparamos para ela.
Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante é uma sublime forma de possuí-la."

(Pe Fábio de Melo)

"Somos todos visitantes deste tempo, ..." - (Provérbio Aborígene)


"Somos todos visitantes deste tempo, deste lugar.
Estamos só de passagem.
O nosso objetivo é observar, crescer, amar...
E depois vamos para casa."

(Provérbio Aborígene)

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Ferido por Amor - (Luis Alberto Py)



"Preserve o amor dentro de você
Não deixe que a raiva e a tristeza escondam de você mesmo o amor que você viveu um dia. Lembre-se dos bons momentos e cultive a gratidão por eles. Gratidão e amor fazem bem a gente. Não permita que a separação e a perda o impeçam de preservar o amor que um dia sentiu. Vale mais a pena recordar as agradáveis situações vividas do que ficar sempre se amargurando com os momentos de sofrimento.

Outra forma de preservar o sentimento de amor dentro de nós e estimulá-lo consiste em praticar a caridade. Quando nos falta a fé e a esperança está tão distante, nos resta ainda a maior das virtudes – a caridade. Sempre podemos encontrar alguém a quem podemos ajudar. Disse o santo D. Helder, o arcebispo do bem: “Ninguém é tão pobre que não possa dar e ninguém é tão rico que não possa receber”.





Faça a eutanásia de sua paixão
"Uma paixão que se tornou inviável precisa ser eliminada para trazer paz ao coração de quem a vive".

Ajude a matar o sentimento que ainda existe em você e fique apenas com a lembrança, a gratidão (a Deus) pelos momentos felizes e a esperança de novos momentos com uma nova pessoa.

O principal elemento da situação dolorosa é o fato de que a pessoa abandonada continuava, até a separação, amando o outro. Esse amor cria um desequilíbrio afetivo por não ser mais correspondido. Para restaurar o equilíbrio, é necessário que o abandonado se disponha a aceitar a morte desse sentimento e se esforce para dissolver a paixão que ainda sente. Geralmente a raiva provocada pela situação ajuda, mas é importante que a tarefa de encerrar a paixão seja praticada de forma organizada para que o resultado seja satisfatório. Essa é a eutanásia da paixão.

Uma paixão que se tornou inviável precisa ser eliminada para trazer paz ao coração de quem a vive. Não se trata de uma paixão qualquer, mas de um sentimento que foi cultivado e estimulado, por vezes durante muitos anos – talvez a emoção mais importante que a pessoa tenha vivido em sua existência. E é um sentimento que só tem razão de existir se for correspondido. Exterminar um sentimento positivo é muito penoso, significa retirar aos poucos, dia após dia, o valor que foi dado à pessoa que se admirou e de quem se aceitou os defeitos. Só então você terá condições de confiar em sua capacidade de superar a dor da separação e estará livre para amar novamente. Aí haverá espaço para a ressurreição do amor.


Emoções do amor e da paixão
Para alguns, essa idéia pode parecer incompatível com a formulação imediatamente anterior. A diferença está no fato de ser o amor uma emoção serena que alimenta nossas almas e deve ser sempre estimulada enquanto a paixão é uma emoção perturbadora que necessita de uma administração cuidadosa. Quando a paixão é rejeitada gera sofrimento, dor e sentimentos negativos e precisa ser banida o mais rapidamente possível de nossa vida. Até mesmo para poder dar espaço para o nascimento de uma nova paixão.

Como a paixão costuma estar alicerçada no amor, é fácil de ser confundida com ele. Mas a grande diferença reside no fato de que enquanto a paixão é cega e se acompanha pela necessidade imperiosa de atender nossos próprios desejos, o amor é sábio e se guia pelas necessidades do outro. O amor se caracteriza pela generosidade, a paixão pelo egoísmo. A paixão desprovida de amor cria perigos e possibilita tragédias. Porém, quando juntos e em harmonia, amor e paixão nos levam a grandes feitos e grandes conquistas.


Enterrar os mortos, fechar os portos e cuidar dos vivos
Em 1755, no dia de Todos dos Santos (primeiro de novembro), ocorreu, em Portugal, um violento terremoto, que destruiu grande parte de Lisboa. Na ocasião, o Primeiro Ministro, Marquês de Pombal, enfrentou a catástrofe com o lema: "Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos". Essa formulação simples e direta pode nos ajudar muito. Diversas vezes ocorrem em nossa vida eventos arrasadores. A calamidade é tão grande que por vezes perdemos o discernimento. É a hora de adaptar para a nossa vida a frase do Marquês: "Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos".

Sepultar os mortos significa que não adianta ficar deplorando a tragédia ou se recriminando por ela. É preciso enterrar o passado, parar de pensar sobre o que deveria ter sido e encarar o que está sendo. Cuidar dos vivos representa a importância de tomar conta do presente. Ter cautela com o que sobrou, o que realmente existe. Fazer todo o possível para salvar o que restou do terremoto, valorizando e usufruindo o que há de bom em sua vida.

Fechar os portos fala sobre dificultar a possibilidade de que novos problemas apareçam enquanto você estiver “cuidando dos vivos e enterrando os mortos” – sarando as feridas na alma. Significa manter o foco na reconstrução, na cura. É dessa forma que a história nos ensina. Por isso, quando enfrentar um terremoto em sua vida, lembre-se das palavras do Marquês e procure enterrar os mortos, fechar os portos e cuidar dos vivos."



http://somostodosum.ig.com.br/blog/blog.asp?id=9667

Às vezes só a distância... - (Maria Silvia Orlovas)



"Quem não precisa ficar só de vez em quando? Espairecer? Mudar de ares?
Isso faz bem para qualquer pessoa, para qualquer relacionamento. Pois muitas vezes nos acostumamos com a rotina, com a forma do outro agir, com o conforto, e até com a falta de conforto.

Você já viu quanta gente se acomoda em relações, em trabalhos ruins, em rotinas que até podem ser mudadas mas os envolvidos não veem uma saída?
É fato que relacionamentos são kármicos, que encontros entre as pessoas acontecem pela lei da atração dos semelhantes e que ao longo da vida vamos nos juntando e nos separando de pessoas, de acordo com a mudança da nossa vibração. Esse conceito espiritual explica o fim de muitos relacionamentos, pois às vezes as pessoas continuam se gostando, e relutam em terminar, em mudar, em sair de casa, ou do emprego. Querem persistir, como na famosa frase até que a morte os separe. Agora o que ninguém avisou é que existe outros tipos de morte, como a morte dos sentimentos, ou a morte da troca, do aprendizado com a outra pessoa ou situação.

Quando não temos mais o que aprender, trocar, a vida impulsiona a uma mudança e isso é muito bom.
Mas quando não temos certeza que o tempo juntos acabou, é muito bom viver uma separação. Pois separados teremos a chance de dar mais ou menos valor a aquilo que vivemos, podemos olhar de fora, com menos paixão e até menos raiva aquilo que nos cerca.
Deixamos de ter tanta certeza...
Mas sei que é difícil agira assim. Geralmente, o simples fato de mencionar uma mudança desestrutura as pessoas, gerando enorme ansiedade. Muitos estão tão atrelados a conceitos antigos e falidos que não se enxergam sozinhos... Sabe aquela velha história de ruim com ele pior sem ele?
Pois bem, será que devemos continuar carregando conselhos que serviam bem para o tempo dos nossos avós?

Devo dizer que sou totalmente a favor do casamento, de relações estáveis, mas com amor, com respeito, com troca. Se perdemos tudo isso que é a base para uma vida saudável, o que sobra? Uma conta conjunta ou dívidas compartilhadas?

Viver com alguém, seja no casamento, na família, ou até mesmo no trabalho tem que ser bom. Não dá para ficar o tempo todo fazendo concessões ou se doando para que o outro progrida, nós podemos amar as pessoas, mas acima de tudo precisamos nos amar.

Mas de novo quando falamos de amor, na maioria das vezes é muito mais natural pensar em amar o outro, ou esperar que ele nos ame do que nós nos amarmos e nos cuidarmos. Esperamos que o amor venha de fora, e nos achamos corretos, espirituais e generosos... Quando na verdade estamos apenas com medo de encarar aquilo que de fato sentimos.

Precisamos, sim, compreender as pessoas, nos doar para o outro, mas não podemos nem devemos ser falsos, mentir que estamos bem, que suportamos certas coisas que não engolimos. De fato casamento, associações, convivência familiar exigem muita luz, muita sabedoria, desprendimento e amor, mas precisamos saber quais são os nossos limites e nos permitir ter esses limites.

Fazer tudo por amor é sinal de falta de autoestima. E muitas vezes para compreender o que está acontecendo de fato, precisamos da distância. Não apenas da distância física, mas do tempo da distância.

Isso funciona muito bem para filhos que vão estudar ou morar fora, para aqueles que casam e deixam de frequentar a casa dos pais, para pessoas casadas que em algum momento precisam repensar a relação, e até para amizades. Pois quando estamos muito juntos, criamos um vínculo sem espaço para respirar, para se enxergar, e até para ver as cosias boas que o outro nos oferece.

Precisamos dos outros, dos espelhos que os relacionamentos oferecem. E precisamos muito da distância para aclarar nossos sentimentos, e dar valor ao que de fato tem valor."


* Maria Silvia Orlovas - é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.
http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=34582

Oração do Amor - (Oração)



"Senhor, Ilumina meus olhos
Para que eu veja os defeitos da minha... alma
E vendo-os para que eu não
comente os defeitos alheios.

Senhor,
Leva de mim a tristeza
E não a entregueis a mais ninguém...
Encha meu coração com a divina fé,
Para sempre louvar o vosso nome
E arranca de mim o orgulho e a presunção.

Senhor,
Faze de mim um ser humano realmente justo...
Dá-me a esperança de vencer
Todas as minhas ilusões
Planta em meu coração
Somente o mais nobre amor
E ajuda-me a fazer feliz
O maior número possível de pessoas,
Para ampliar seus dias risonhos
E resumir suas noites tristonhas...

Transforma meus rivais em companheiros,
Meus companheiros em amigos
Meus amigos em entes queridos...

Não permita que eu seja um cordeiro
perante os fortes
Nem um leão perante os fracos...

Dá-me, Senhor,
O sabor de Perdoar
E afasta de mim qualquer desejo de vingança,
Mantendo sempre em meu coração
Somente o Amor..

Amém!"

"Se não conheces o caminho ..." - (Rumi)


"Se não conheces o caminho... procura as suas pegadas."
(Rumi)